Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

05/03/2016 16:00

Parto dentro de loja no centro emociona pais e clientes

Natalia Yahn, Campo Grande News
O parto de Eliane foi no chão da loja. Ela recebeu ajuda de Aparecida - do lado direito -, que é enfermeira. (Foto: Direto das RuasO parto de Eliane foi no chão da loja. Ela recebeu ajuda de Aparecida - do lado direito -, que é enfermeira. (Foto: Direto das Ruas

 

“Eu só chorei. Fique preocupado e com medo que alguma coisa acontecesse. A gente só esperava o nascimento dela para o dia 21, e seria uma cesárea”, afirmou Egevanildo Rodrigues, 38 anos, pai da bebê que nasceu hoje (5), com pressa e de forma inusitada. Heloísa nasceu no fim da manhã deste sábado, dentro de uma loja de móveis e roupas para crianças, na Rua 14 de Julho, no centro de Campo Grande.

Com previsão de nascer somente dentro de 16 dias, Heloísa acabou nascendo enquanto os pais e o irmão, Henrique – 4 anos – faziam as últimas compras para esperar pela chegada dela. A mãe, Eliane Cruz da Silva, 37 anos, começou a sentir as dores do parto quando entrou na loja, mas decidiu manter a programação – comprar o que precisava – para então ir ao médico. “Eu percebi que ela não estava bem, com dor. Eu disse que ela ia ganhar bebê, mas mesmo assim ela quis terminar as compras”, disse a vendedora Maria Leondas, que trabalha na loja há seis anos.

Após o parto Eliane foi transferida para a Maternidade Cândido Mariano, onde Egevanildo falou com o Campo Grande News. Ainda sem informações sobre o peso e o tamanho da filha, mas já ciente de que as duas estavam bem, ele explicou que por ser a segunda filha do casal, as compras só puderam acontecer agora.

“Deixamos para última hora mesmo. Faltava comprar roupinha, carrinho, tinha muita coisa pra fazer. Na verdade eu tinha acabado de pagar as compras e fui buscar o carro porque minha esposa já estava com dor, mas não deu tempo de levar para o hospital e nasceu no chão da loja mesmo”, disse o pai, em meio as lágrimas de alegria e susto.

Na loja, funcionários e clientes se emocionaram com a chegada de Heloísa. “Estava lotado, tinha muita gente na hora que a bebê nasceu, mas todo mundo parou para ver. Foi muito emocionante. Quando ouvimos o chorinho dela começamos a chorar e bater palmas, desabamos”, afirmou a gerente Michelle Vilaça.

Mas uma série de coincidências contribuiu para Eliane tivesse o parto tranquilo, mesmo que fora de um hospital. A médica Ana Terra e a enfermeira pediátrica Aparecida Batista, que estão grávidas, estavam na loja no momento que o parto aconteceu. “Foram elas que ajudaram, mesmo depois que o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) chegou, porque só tinha atendente na viatura. As médica e a enfermeira que fizeram tudo”, disse a vendedora da loja, Cristiane Boiadeiro.

Era ela quem atendida as duas profissionais e avisou sobre o parto de Eliane. “Eu comentei com as duas que uma mulher ia ganhar neném. Elas correram para ajudar. Foi a coisa mais linda, eu vi até cortarem o cordão umbilical. E apesar da dor do parto normal a mãe saiu daqui (da loja) super bem, feliz", afirmou Cristiane.

Mãe e filha, encaminhadas para a Maternidade Cândido do Mariano, devem receber alta amanhã (6).

Egevanildo e Henrique estavam na recepção da Maternidade Cândido Mariano, onde aguardam informações sobre Eliane e a pequena Heloísa. (Foto: Marcos Ermínio)Egevanildo e Henrique estavam na recepção da Maternidade Cândido Mariano, onde aguardam informações sobre Eliane e a pequena Heloísa. (Foto: Marcos Ermínio)
Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)