Cassilândia, Segunda-feira, 20 de Novembro de 2017

Últimas Notícias

22/02/2016 06:50

'É a crise': clientes reduzem consumo, mas inadimplência com luz e água cresce

Midiamax

 

A população até tenta diminuir o consumo de água e luz, e segundo dados da Sanesul e Energisa, empresas responsáveis pelo fornecimento dos serviços em quase todo o Estado, realmente estão conseguindo. O problema é que mesmo apertando os cintos, ainda está difícil honrar com os compromissos e pagar as contas em dia. Tanto que a taxa de inadimplência subiu significativamente neste dois setores.

A Energisa, por exemplo, informou que o número de clientes inadimplentes em 2015 aumentou 17%, comparado com 2014 e que diante dos resultados, decidiu por suspender o fornecimento, nos casos que ultrapassem o prazo legal que o cliente possui para quitar seus débitos com a empresa.

Já na Sanesul, os números mais expressivos foram em 2014, quando dezembro fechou em 9,06%. No mesmo período de 2015 o percentual foi de 3,25%. O problema, segundo a empresa, é que o número voltou a subir, fechando janeiro de 2016 em 3,7%.

O consumo, por outro lado, diminuiu significativamente. Na energia o percentual chegou a 6,9% no comparativo entre janeiro de 2015 e 2016. Na água a redução foi ainda maior, chegando a 7,2% no mesmo período.

O Onadir Gonçalves da Luz, operador de maquina pesada, de 48 anos, virou um verdadeiro “fiscal de luz”, andando pela casa para ver se alguma está acesa sem necessidade e dando um puxão de orelha em quem deixou. Os banhos quentes e o ferro de passar também estão sendo controlados. O primeiro, só em caso 'extremos', e o segundo, apenas uma vez por semana, com todo a roupa da família de uma única vez.

Na casa moram seis pessoas e o preço médio da conta de luz é de R$ 220. “Se cuidando vem tudo isso, imagina se não cuidássemos. A gente tem que se virar nos 30 para conseguir deixas as contas em dia”, disse o operador, que ainda disse deixar uma garrafa de água com gelo sobre a mesa, para que as crianças fiquem longe da geladeira.

O carpinteiro Marcelino dos Santos, de 39 anos, também relatou as artimanhas para economizar, dizendo que evita o micro-ondas, o chuveiro elétrico e monitora as lampadas. “A gente só usa para esquentar o leito do bebê, do resto, ficamos no fogão mesmo, que sai mais barato”, disse.

A única que admitiu não fazer nenhum tipo de economia foi a diarista Edina da Costa, de 38 anos. Segundo ela, até existe o desejo de apertar os cintos, já que a conta de luz não vem menos de R$ 200, mas com crianças em casa, isso fica quase impossível. “Uma abre a geladeira aqui, a outra deixa a luz ligada lá. È difícil controlar tudo, mesmo a gente querendo. Então decidi não estressar mais”, finalizou.

A energia ainda não tem o balanço do consumo durante o horário de verão, que geralmente apresenta um racionamento significativo, visto que o dia tem mais tempo de luz solar. Ás 00 deste sábado (20) houve a mudança de horário, retornado ao de inverno, onde o dia amanhece mais tarde e escurece mais cedo.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 20 de Novembro de 2017
Domingo, 19 de Novembro de 2017
11:00
Mundo Fitness
Sábado, 18 de Novembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sexta, 17 de Novembro de 2017
19:49
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)