Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Quinta, 13 de Maio de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Recorde: Com 16 mortes em um dia, MS registra 105 óbitos por coronavírus

Somente nesta tarde, SES confirmou 13 novos óbitos pela doença

Midiamax - 02 de julho de 2020 - 21:00

Recorde: Com 16 mortes em um dia, MS registra 105 óbitos por coronavírus

Mato Grosso do Sul ultrapassou, na tarde desta quinta-feira (2), a marca de 100 mortes pelo novo coronavírus. Além das secretarias municipais informarem três novas mortes, a SES (Secretaria de Estado de Saúde) confirmou, ainda durante a tarde, 10 novas mortes pela doença, o que eleva o número de óbitos para um total de 105. Desde o início do dia, foram 16 novas mortes confirmadas pelas secretarias de saúde o que culminou em um recorde de óbitos desde que a pandemia se instalou no Estado.

De acordo com a pasta estadual, as novas cidades que registraram óbitos foram Corumbá, Campo Grande, Três Lagoas, Nova Andradina, Douradina, Dourados, Batayporã, Sonora, Cassilândia e Coxim.

A 96° morte aconteceu na cidade de Corumbá. De acordo com a SES, a vítima era uma mulher, de 55 anos e que inicialmente não possuía comorbidades, mas no relatório médico constatou-se que tinha diabetes. A paciente estava internada na Santa Casa desde o dia 19 de junho, mas foi encaminhada para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) no dia 22 de junho e faleceu nesta quarta (1°).

Já as 97°, 98° e 99° mortes pelo novo coronavírus aconteceram em Campo Grande. Primeiro, um homem, de 78 anos que sofria de doença cardiovascular crônica e doença neurológica crônica, faleceu na quarta. Depois, uma mulher, de 66 anos que tinha comorbidades a diabetes, faleceu no dia 28 de junho, mas a confirmação veio nesta quarta depois do diagnóstico.

A terceira e última morte na Capital foi de uma idosa, de 75 anos que sofria de doença cardiovascular crônica e obesidade. A paciente estava internada desde o dia 28 de junho, dando positivo para Covid-19 nesta quinta, dia em que faleceu.

O 100° óbito causado pela pandemia aconteceu em Nova Andradina. A vítima era uma mulher, de 85 anos que morreu nesta quinta e sofria de diabetes. A paciente estava internada desde do dia 22 e o diagnóstico para a doença aconteceu no dia 26.

Em Dourados, um homem, de 66 anos foi confirmada a 101° morte pela doença. Ele apresentava comorbidades como doença cardiovascular crônica e diabetes e estando na UTI desde o dia 28 de junho. O idoso morreu também nesta quinta-feira.

A 102° ocorreu em Batayporã, de acordo com a SES. A vítima é uma idosa, de 79 anos e sofria de diabetes e hipertensão e estava internada na UTI do hospital da cidade desde o dia 26 de junho. Ela faleceu hoje e o exame deu positivo para a doença também nesta quinta.

Em Sonora, a 103° vítima foi uma mulher, de 75 anos. A SES informou que ela não possui comorbidades e estava internada desde o dia 29 de junho, falecendo no dia 1° de junho. O diagnóstico para a doença saiu nesta quinta.

A 104° foi um homem, de 77 anos e moradora da cidade de Dourados. O paciente constatou os primeiros sintomas no dia 20 de junho e foi internado no mesmo dia no Hospital da Vida, porém acabou falecendo naquele dia. Segundo a SES, a coleta de amostra sofreu vazamento em seu transporte e desta forma, optou-se, em conjunto com a equipe médica de Dourados, uma coleta dos contratos intradomiciliares e após isto, os dois resultados deram positivo e sendo o primeiro caso e óbito de covid por critério vinculo epidemiológico.

Poucas horas depois de confirmar as novas mortes, a SES atualizou novamente seu boletim e registrou mais um óbito pela doença em Campo Grande. De acordo com a secretaria, a 105° morte foi de uma mulher, de 50 anos, que sofria de doença cardiovascular crônica, diabetes e asma. Ela apresentou os primeiros sintomas no dia 24 de junho e foi internada no dia 26 em uma UTI. A paciente faleceu no dia 28 de junho, mas o diagnóstico foi confirmado somente nesta quinta, dia 2 de julho.

Secretarias confirmaram 3 mortes
Durante o período da tarde desta quinta, as secretarias municipais de saúde de Cassilândia, Três Lagoas e Coxim – esta última ainda não entrou nas estatísticas oficiais que é confirmada pela SES – anunciaram uma morte em cada município.

A Secretaria Municipal de Saúde de Três Lagoas informou a morte de um idoso, de 77 anos, sendo o 6° óbito registrado na cidade e a 94° vítima da doença no Estado. Segundo a pasta, o homem era hipertenso e estava hospitalizado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do hospital, mas acabou falecendo na noite desta quarta-feira (1°).

Pelas redes sociais, o prefeito de Coxim, Aluizio São José noticiou a primeira morte por coronavírus no município. A vítima é um idoso, de 67 anos que estava internado no Hospital Regional Álvaro Fontoura Silva e segundo as informações, o paciente tinha comorbidades como doença cardíaca. Ela foi a 95° morte da doença.

Mais cedo, a Secretaria e Saúde de Cassilândia, a 418 quilômetros de Campo Grande, confirmou a morte de Vicentina das Dores Ponciano, de 84 anos e foi a 93° vítima fatal de coronavírus em Mato Grosso do Sul e a primeira no município. Ela estava internada desde o dia 18 de junho na Santa Casa.

A idosa havia sido internada na Santa Casa de Cassilândia com suspeita de Covid-19, sendo mantida em isolamento. Na madrugada desta quinta, veio a óbito. Não foi informado se Dona Santa, como era conhecida na cidade, tinha comorbidades. Ela tinha familiares em Chapadão do Sul.

Confira a distribuição das mortes por coronavírus em cada município:
28 em Dourados
17 em Campo Grande
11 em Corumbá
6 em Três Lagoas
4 em Ponta Porã
4 em Itaporã
3 em Batayporã
3 em Fátima do Sul
3 em Itaquirai
3 em Guia Lopes da Laguna
2 em Amambai
2 em Nova Andradina
2 em Brasilândia
2 em Rio Brilhante
2 em Paranaíba
2 em Vicentina
2 em Douradina
1 em Deodápolis
1 em Anastácio
1 em Sidrolândia
1 em Glória de Dourados
1 em Naviraí
1 em Cassilândia
1 em Sonora
1 em Coxim
1 em Iguatemi

SIGA-NOS NO Google News