Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Quinta, 30 de Junho de 2022
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

O sonho de ter um filho, o sonho da maternidade

Hospital São Domingos - 05 de maio de 2020 - 11:00

O sonho de ter um filho, o sonho da maternidade

A fertilização in vitro,um método de reprodução assistida, é considerada uma opção para aquelas mulheres que ainda não conseguiram engravidar.

O sonho de ter um filho é o desejo de muitos casais. Aos que apresentam dificuldades em engravidar há bons motivos para continuar sonhando com a chegada de uma criança. Os métodos de reprodução assistida são opções em casos de infertilidade. Uma delas é a fertilização in vitro. É uma tecnologia de eficácia comprovada em reprodução assistida e opção das mulheres que querem ser mãe, mas, por questões biológicas, não conseguiram de forma natural.

Com o avanço das técnicas de reprodução assistida, a fertilização in vitro se tornou um tratamento seguro, eficiente e garantido. “Ao longo da vida, os ovários vão envelhecendo e perdem a capacidade de formar bons embriões. A fertilização é uma chance para que este grupo de mulheres possa engravidar”, disse a ginecologista e especializada em Reprodução Humana, médica do Hospital São Domingos, Fúlvia Estefânia Padre e Fechine. A fertilização in vitro pode ser feita com óvulos doados ou da própria mulher, quando esta, ainda em fase de boa produção, os armazena. “É uma técnica que garante à mulher engravidar e recomendado àquelas, cujos ovários não possuem mais a capacidade de boa produção”, explicou a médica.

Ela atribui o adiamento da maternidade à vida corrida da mulher, que, por vezes, prefere garantir a realização profissional, ganhar estabilidade e só então, realizar o sonho de ser mãe. O perfil das que optam pela fertilização in vitro, são mulheres que passaram dos 30 anos. A partir desta etapa da vida, a mulher tem probabilidade de adquirir certas patologias como mioma, pólipos endometriais (alterações no útero) e endometriose. “São problemas que dificultam a gravidez, pois podem levar à obstrução das trompas”, explicou a ginecologista.

Com mais de 45 anos, a probabilidade de engravidar de maneira natural é entre 2% a 4%; de abortar, até 20%. “Para essas mulheres, indicamos a fertilização in vitro”. No entanto, entre os 40 e 45 anos, há a chance de engravidar utilizando os próprios óvulos, após, só com o material genético doado. Os índices de sucesso com a fertilização in vitro são de 40% a 60%.

Tratamento - A mulher que optar pela fertilização in vitro e tiver alguma patologia, esta será tratada antes de iniciar o tratamento. O processo pode durar até dois meses – das consultas até o procedimento final que é a injeção do material genético. Caso seja óvulo de doador, são escolhidos os que possuem as mesmas características (fenótipo da receptora). Os doadores são, em geral, mulheres jovens, de até 30 anos. O doador é anônimo. O custo médio é de R$ 10 mil. “Aconselhamos que, não tendo conseguido engravidar de forma natural, ainda jovem a mulher busque um tratamento de reprodução assistida”, orienta Fúlvia Estefânia.

SIGA-NOS NO Google News