Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Domingo, 5 de Dezembro de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

MS teve ventos de até 81 km/h, granizo e, na Capital, queda de 77 raios

Chuva com vento forte e granizo deixou ruas alagadas, rodovia coberta de gelo e causou transtorno em alguns municípios

Campo Grande News - 14 de abril de 2020 - 08:15

A rodovia MS-389 entre os municípios de Amambai e Ponta Porã, ficou coberta de pedras de gelo (Foto: divulgada pelo site Dourados Agora)
A rodovia MS-389 entre os municípios de Amambai e Ponta Porã, ficou coberta de pedras de gelo (Foto: divulgada pelo site Dourados Agora)

Temporal registrado na noite de ontem (13) e durante a madrugada desta terça-feira (14) em Mato Grosso do Sul, teve ventos de até 81 km/h com 33,8 mm (milímetros) de chuva em Angélica. Já Campo Grande registrou chuva de 45,4mm (milímetros), queda de 77 raios e ventos de 62 km/h, por volta de 1h30.

Na Capital, a Defesa Civil informou que, apesar da chuva forte na madrugada, não foram registragos estragos. Os Bombeiros foram chamados, nesta manhã, para retirar uma árvore que caiu no avel viário na saída para Sidrolândia.

Rodovia forrada de gelo - Entre os municípios de Amambaí e Ponta Porã choveu granizo. A rodovia MS-389 ficou coberta de pedras de gelo. Em Pedro Juan Caballero no Paraguai, dezenas de casas foram destelhadas. O teto de uma faculdade desabou com a força dos ventos.

Em Água Clara (45,8mm com ventos de 55 km/h), Iguatemi (42 mm com ventos de 52 km/h), Itaporã e Dourados (17,4 mm com ventos de 52 km/h e 51 raios), Ponta Porã (32,6 mm com ventos de 51 km/h e 64 raios), Nova Alvorada do Sul (31,6 mm com ventos de 50 km/h) Jardim e Bonito (12 mm com ventos de 45 km).

Casas foram destelhadas em Pedro Juan Caballero (Foto: divulgada pelo site Dourados Agora)
Em Amambai choveu bastante. Por lá, foram 74 mm com ventos de 51 km/h). Em Porto Murtinho choveu bastante e foi registrado alagamentos de ruas, porém segundo o Corpo de Bombeiros, até o momento não havia sido registrado nenhum chamado em razão do temporal.

O prefeito de Aral Moreira, Alexandrino Garcia (PR), informou que parte da cidade continua sem energia e que já há conhecimento de perdas em lavouras de milho. Segundo ele, a prefeitura está com equipes levantando os estragos da chuva. Conforme o prefeito, não houve informação ainda de estragos na área urbana.

SIGA-NOS NO Google News