Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Sexta, 14 de Maio de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

MS ainda nem colheu a safrinha mas já define regras para o plantio da soja

Soja deve ocupar mais de 3,8 milhões de hectares na próxima safra

Rosana Siqueira, Campo Grande News - 07 de junho de 2020 - 08:21

Foto: lavoura aegro
Foto: lavoura aegro

Com previsão de 3,389 milhões de hectares de área plantada de soja neste ano, Mato Grosso do Sul nem colheu a safrinha mas já prepara a produção do grão, que é acompanhado pela Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar). Na sexta-feira o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) publicou no Diário Oficial da União portarias que estabelecem o Zoneamento Agrícola de Risco Climático (Zarc) para a cultura da soja em todo país, incluindo MS.

O objetivo é reduzir os riscos relacionados a problemas climáticos e também o risco fitossanitário causado pela ferrugem asiática da soja. O Zarc leva em conta recomendações de instituições de pesquisa e órgãos estaduais sobre medidas de manejo que incluem o período de vazio sanitário e o calendário de plantio para reduzir os riscos relacionados aos aspectos fitossanitários.

A principal novidade nas portarias de soja são as novas cultivares indicadas por grupo de maturação e Unidade da Federação (UF). Para a safra 2020/2021, no total, 9.356 indicações foram feitas, considerando que a mesma cultivar pode ser indicada para diferentes UFs, número 15% superior a safra passada, desse montante de indicações 64% são referentes a cultivares do Grupo 1, indicando que o desenvolvimento de cultivares precoces vem ganhando destaque junto aos obtentores.

Na publicação relativa a Mato Grosso do Sul o Ministério observa que, considerando a alta capacidade mutagênica e a velocidade de reprodução do agente causal da Ferrugem Asiática da Soja, medidas de manejo que incluem o período de vazio sanitário e o calendário de plantio são recomendadas pelas instituições de pesquisa, com o objetivo de conter a sobrevivência do fungo durante a entressafra e de reduzir o número de aplicações de fungicidas ao longo da safra, reduzindo a pressão de seleção de resistência aos produtos disponíveis para utilização no seu controle.

E orienta que devem ser observadas as determinações relativas ao vazio sanitário e ao calendário de plantio, estabelecidas pela Semagro ( Resolução nº 648, de 15 de agosto de 2017) visando a prevenção e controle da ferrugem asiática.

Com estas publicações o Mapa finaliza o cronograma de portarias do mês de maio de 2020, cumprindo com o objetivo de divulgar com pelo menos 90 dias de antecedência ao plantio. Dessa forma, os produtores rurais e os agentes financeiros têm uma melhor segurança para o fechamento de contratos de seguro e crédito rural para a safra 2020/2021.

Safrinha - O milho safrinha que tem previsão de render 8,2 milhões de hectares em MS deverá ter mais força na colheita a partir desta semana. A média de produtividade esperada é de 70 sacas por hectare.

SIGA-NOS NO Google News