Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Segunda, 19 de Abril de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Mais de 16 mil hectares de área fiscalizada e quase R$ 70 milhões em multas

Fonte: Governo de MT

Redação - 14 de novembro de 2020 - 13:00

Operação Abafa atingiu os municípios de Nova Ubiratã, Feliz Natal, Vera, Santa Carmem, Paranatinga e Gaúcha do Norte. - Foto por: CBMMT
Operação Abafa atingiu os municípios de Nova Ubiratã, Feliz Natal, Vera, Santa Carmem, Paranatinga e Gaúcha do Norte. - Foto por: CBMMT

O Comitê Temporário Integrado Multiagências de Coordenação Operacional (Ciman), coordenado pelo Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso (CBMMT) encerrou a Operação Abafa 2020 nesta sexta-feira (13.11). A Operação começou no dia 3 de novembro com o objetivo de realizar o enfrentamento qualificado dos crimes ambientais pelo uso irregular do fogo, especificamente desmatamento e degradação florestal, incêndios florestais e queimadas irregulares.

Esses enfrentamentos vinham sendo realizados com a fiscalização de áreas com uso irregular do fogo em todo estado. A ação contou com apoio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema).

A Operação Abafa atingiu os municípios de Nova Ubiratã, Feliz Natal, Vera, Santa Carmem, Paranatinga e Gaúcha do Norte e contou ainda com apoio de militares do CBMMT, PMMT, BPMPA, além de servidores da Dema, Politec, Ciosp e Defesa Civil, contando com um efetivo total de 47 servidores da segurança pública. Contou também com 14 viaturas operacionais, usadas em rondas por terra.

Ao todo a área que a Operação cobriu foi de 16.216,56 hectares, onde foram aplicadas multas de aproximadamente, R$ 69.076.741,10. Os proprietários ou os responsáveis pelos delitos ambientais foram notificados, autuados e orientados sobre a vigência do Decreto nº 535 de 26 de Junho de 2020, que proíbe o uso de fogo para limpeza e manejo de áreas, no período compreendido entre 01 de julho a 30 de setembro de 2020, com fundamento nos §§ 2º e 3º do artigo 10 da Lei Complementar nº 233, de 21 de dezembro de 2005.