Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Terça, 20 de Abril de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Chineses querem conhecer melhor o Brasil

Edla Lula/ABr - 18 de maio de 2004 - 14:00

O Bei Zhan Jiu Chang, teatro com capacidade para 2.500 pessoas, estará aberto ao samba brasileiro nos dias 25 e 26, dentro do Meeting in Beijing, maior festival de artes da China. Os sambistas do Rio de Janeiro, que virão a Pequim graças a parceria entre o ministério da Cultura chinês e a prefeitura da cidade, darão uma demonstração de como funciona uma escola de samba, com direito a mestre-sala e porta-bandeira. O carnavalesco Mário Borriello é o coreógrafo do grupo, composto por dançarinos de várias escolas cariocas que, além do samba, dançarão capoeira e maculelê.

Mas não apenas carnaval e futebol atraem os chineses. “Está cada vez maior o interesse deles pela cultura brasileira em geral”, salienta a responsável pelo Departamento de Cultura da embaixada do Brasil na China, Maria Lúcia Verdi. No ano passado, durante o Festival de Cinema Brasileiro, cerca de 700 pessoas foram ver, por dia, filmes como "Eu Tu Eles", "Santo Forte", "Castelo Ra Tim Bum" e "Auto da Compadecida". Outros longas-metragens como “Central do Brasil” e “O que é isso, companheiro” já faziam sucesso e estão nas locadoras em DVD. Também chegam aqui "Cidade de Deus" e, pelo circuito da pirataria, filmes de apelo sexual e com cenas de violência, proibidos pelo governo local.

Universidade

Devido às limitações para a exibição de filmes de ficção, as TVs chinesas possuem grande interesse por documentários. De acordo com Maria Lúcia Verdi, 12 canais de TV a cabo já fizeram contato com a embaixada em busca de documentários. “É um enorme campo de divulgação da produção de documentários brasileiros”, comenta. Maria Lúcia acrescenta que o maior campo de interesse está relacionado aos temas ambientais e de desenvolvimento sustentado. “Eles querem saber como o Brasil lida com esses assuntos”.

Neste ano em que se comemora o 30º aniversário do estabelecimento de relações diplomáticas entre Brasil e China, uma intensa programação está sendo organizada para apresentar o povo brasileiro aos chineses. Uma delas é a inauguração no dia 25, pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do Núcleo de Estudos Brasileiros na Universidade de Pequim.

A responsável pelo Departamento de Cultura da embaixada brasileira explica que o Núcleo será um ponto de encontro para todos os que se interessem pelo Brasil. "É um espaço multimídia, onde serão disponibilizadas informações que vão desde o aprendizado da língua até cultura, negócios e comportamento”.