Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Terça, 18 de Maio de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Calamidade atinge todas as regiões de Goiás, mostra mapa de calor da Covid

Pela 1ª vez, estado todo fica na escala mais grave de monitoramento

Verde Vale - 02 de abril de 2021 - 12:30

Calamidade atinge todas as regiões de Goiás, mostra mapa de calor da Covid

Pela primeira vez desde que foi criado pelo Governo de Goiás, o mapa de calor para Covid-19 mostrou todas as regiões do estado em situação de calamidade. A gestão pública estadual começou a fazer o monitoramento do avanço da pandemia utilizando esse método em fevereiro. A última atualização da plataforma foi feita nesta quinta-feira (1).

A região Nordeste II era a única que estava classificada como crítica. Agora ela, assim como todo o estado, apresenta a coloração vermelha para simbolizar o agravamento da pandemia.

Os seguintes municípios de Campinaçu, Bonópolis, Estrela do Norte, Formoso, Minaçu, Montividiu do Norte, Mundo Novo, Mutunópolis, Novo Planalto, Porangatu, Santa Tereza de Goiás, São Miguel do Araguaia e Trombas englobam a região Nordeste II. Esta ocupa a situação de calamidade pela primeira vez desde que o mapa de calor para Covid-19 passou a ser divulgado.

Entenda o Mapa

O Governo Estadual leva em consideração números de casos confirmados por semana, pedidos de leitos, velocidade de transmissão da doença, notificações de síndrome respiratória aguda grave e taxa de ocupação dos leitos. Para cada situação (alerta, crítica ou calamidade), a administração pública recomenda que determinadas ações sejam tomadas.

Quando classificada em situação de alerta, é permitido à região o funcionamento de todas as atividades, exceto eventos com mais de 150 pessoas. No caso de situação crítica, deve-se reduzir a capacidade de atendimento em atividades de alto risco de contaminação, como bares e instituições religiosas. Já as atividades de baixo risco, como salões de beleza, barbearias, shoppings e centros comerciais, ficam com o limite de 50% de utilização. Eventos, transporte coletivo e outros setores terão restrições específicas.

Em situação de calamidade, o entendimento é de que haja a interrupção de todas as atividades. A exceção fica apenas para supermercados e congêneres, farmácias, postos de combustível e serviços de urgência e emergência em saúde.

SIGA-NOS NO Google News