Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Sábado, 21 de Maio de 2022
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Barueri reconhece fracasso em projeto inovador

Danilo Vital, especial para a GE.Net - 28 de fevereiro de 2009 - 10:38

Planejando usar o Campeonato Paulista como laboratório para a disputa da Série A do Campeonato Brasileiro, o Barueri teve nesta quinta-feira seu primeiro fracasso: a experiência que prometia se tornar uma inovação do futebol nacional, utilizando três técnicos em condições de igualdade no comando do time, terminou. Com três derrotas consecutivas, Toninho Moura acabou preterido e foi mandado embora, restando Luis Carlos Goiano e Diego Cerri.

"Para nós, a experiência foi abaixo da expectativa", reconheceu o diretor de futebol da Abelha, Pedro Alcazar. "Começamos bem, mas esses últimos resultados não permitem que continuemos com os três. Porém, eu acompanho o grupo diariamente e sei que o problema não é só com os técnicos", relevou o diretor, confirmando que a demissão foi tomada como atitude da diretoria para com o complicado momento.

A idéia surgiu no final de 2008, quando Toninho Moura chegou para se unir a Diego Cerri, então coordenador técnico e Luis Carlos Goiano, observador técnico. Nenhum dos três jamais havia dirigido alguma equipe na principal divisão estadual e, por isso, aceitaram dividir em partes iguais um "salário de treinador de Série A", de acordo com Alcazar. Apesar de sete rodadas de invencibilidade, três derrotas seguidas acabaram com a parceria.

"Os três técnicos já estavam esperando alguma providência. Conversamos com eles, que concordaram que esse era o momento para fazer uma mudança. Nós nunca poderíamos terminar com o projeto de imediato, até porque sabemos que seria mais trágico do que a situação que temos hoje", revelou o diretor de futebol da Abelha. Se para o dirigente a tentativa fracassou, para o demitido Toininho Moura não foi bem assim.

"Fracasso não foi porque os outros dois continuam lá", descartou o treinador, que ainda acredita em frutos a serem colhidos pela iniciativa. "É tudo questão de cultura. Nas outras modalidades você tem mais técnicos, e mesmo na Europa há o coach e headcoach. Acho que isso é uma coisa que vão se lembrar do Barueri no futuro. O presidente (Walter Jorquera Sanchez) está de parabéns pela iniciativa e agora temos que pensar em desenvolver isso no futuro".

SIGA-NOS NO Google News