Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Sexta, 12 de Abril de 2024
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Advogados tentam revogar prisão preventiva de Brambilla

Fernanda França, Campo Grande News - 26 de maio de 2009 - 15:42

Os advogados do ex-prefeito de Corumbá, Éder Brambilla, darão entrada ainda nesta tarde com um pedido de revogação de sua prisão preventiva.

A informação foi repassada há pouco, ao Campo Grande News, pelo advogado Diego Luiz Rojas Lube, um dos que atua na causa do ex-prefeito, preso ontem pela Polícia Federal de Campo Grande, sob acusação de não comparecer a audiências relativas a um processo de crime eleitoral.

Lube informou que o pedido de revogação será encaminhado ao juiz Roberto Ferreira Filho, da 50ª Zona Eleitoral de Corumbá.

De acordo com o advogado, houve um equívoco com os endereços de Brambilla. Desta forma, ele não foi notificado das audiências e acabou não comparecendo quando chamado pelo juiz, o que ocasionou sua prisão.

“Na verdade, ele acabou de mudar de residência, e houve um equívoco. Então estamos esclarecendo esta confusão dos endereços e esperamos que em breve ele seja solto”, afirmou Lube.

Segundo ele, o advogado de Brambilla em Corumbá, Hugo Sabatel, encaminhou cópia do processo de avião para Campo Grande.

Ele informou ainda que o juiz pode até libertar Brambilla ainda hoje, se ele entender que o ex-prefeito não compareceu às audiências por um mero equívoco de endereços.

Entretanto, a soltura pode demorar um pouco mais, caso o juiz peça um parecer do Ministério Público Eleitoral.

Brambilla foi detido pela primeira vez no dia 5 de outubro do ano passado, por transporte irregular de eleitores.

Flagrado pelo juiz Roberto Ferreira Filho em um local de votação no município, o ex-prefeito estaria carregando pessoas para votar no filho Daniel Brambilla, candidato a vereador nas eleições passadas.

Agora, ele está detido na sede da Polícia Federal de Campo Grande, onde aguardará a decisão do juiz.

SIGA-NOS NO Google News