Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Quarta, 16 de Junho de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Orquite ou orqueíte: o que é? Quais as causas e os sintomas? O que fazer?

Abc Med - 21 de maio de 2016 - 14:00

A orquite (ou orqueíte) é uma inflamação aguda ou crônica do(s) testículo(s) (uni ou bilateral) que, se não tratada adequadamente ou a tempo, pode levar à impotência ou à esterilidade. É frequente que também o epidídimo seja afetado, gerando uma orquiepididimite.

Quais são as causas da orquite?

A orquite pode ser causada pelos mais diversos fatores, tais como bactérias, vírus, parasitas, espiroquetas, ou ainda, ser devido a traumas, a causas químicas ou ser idiopática (de causa desconhecida). Um dos principais fatores causadores de orquite é o vírus da caxumba. Por isso, pessoas que não tenham sido infectadas anteriormente pelo vírus da caxumba devem ser vacinadas contra ele, pois um em cada cinco homens que tenham caxumba desenvolve alguma forma de orquite, potencialmente esterilizadora e causadora de impotência.

Quais são os principais sinais e sintomas da orquite?

Os principais sinais e sintomas da orquite aguda são:

Inchaço (aumento do volume) e dor no(s) testículo(s) que se propaga para a fossa ilíaca do mesmo lado e que se exacerba com o manuseio dos testículos.
Escroto hiperemiado.
Sensação de peso no escroto.
Ejaculação de sangue.
Hematúria.
Suor nos testículos.
Febre.
Mal-estar.

A orquite crônica pode ser assintomática ou apresentar apenas um pequeno desconforto no escroto.

Como o médico diagnostica a orquite?

O diagnóstico da orquite depende da história de saúde e de um exame clínico bem feito, que permita afastar outros diagnósticos diferenciais. Como diagnóstico complementar, podem ser realizados alguns exames como exame comum de urina, urocultura e ecografia escrotal com Doppler.

Como o médico trata a orquite?

A orquite de causa viral, bacteriana ou fúngica deve ser tratada com antibióticos específicos para o agente causal. Outras medidas de tratamento incluem repouso, elevação da bolsa escrotal, compressas geladas, analgésicos e anti-inflamatórios.

Como evolui a orquite?

Geralmente, a orquite cura-se sem deixar sequelas. No entanto, a orquite bilateral pode levar à infertilidade em cerca de 4% dos casos.

Outras sequelas possíveis são a atrofia dos testículos e a formação de abscessos.

Em casos extremos de orquite, a orquiectomia (remoção cirúrgica dos testículos) pode se fazer necessária.

SIGA-NOS NO Google News