Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Terça, 23 de Julho de 2024
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Política

Amplavisáo - Riedel pontual, mulheres fortes, sangue na BR-162

Manoel Afonso, comentarista político da Record MS - 14 de junho de 2024 - 10:58

Riedel pontual, mulheres fortes, sangue na BR-162
Por Manoel Afonso | 14/06/2024 08:00
    
ouça este conteúdo
readme
play_circle_outline
1.0x

‘HISTÓRIA-1’: João Pandiá Calógeras (engenheiro militar) foi Ministro da Guerra, da Indústria/Comércio, Fazenda e deputado federal (MG) por 5 mandatos: trouxe a estrada de ferro para a capital. Em 09/09/1922, com o Mal. Rondon (diretor de engenharia), inaugurou a 9ª. Região Militar na Av. Afonso Pena. Por gratidão, em 1917, a antiga rua Santo Antônio foi rebatizada para ‘Avenida Calógeras’.

‘HISTÓRIA-2’: Calógeras, homem forte do Governo de Epitácio Pessoa. Escritor e pesquisador do manganês. Temendo outra invasão paraguaia ele vislumbrou Campo Grande como estratégica base militar. Cuiabá era o destino da ferrovia (iniciada em Bauru em 1905) com o trajeto mudado para Porto Esperança (1912) e depois Corumbá onde os trilhos chegaram só em 1952.


OPERANTE: Toda semana chega um release do senador Nelsinho Trad (PSD) sobre sua atuação em diferentes áreas. São emendas para a área da saúde, iluminação pública, saneamento, educação, recapeamento, drenagem, habitação, segurança e lazer. Com isso ele se faz presente em todo o estado, otimizando a sua reeleição em 2026.


LAGRIMAS: Advogado, prefeito de Paranaíba, presidente da Assomassul, deputado estadual. O amigo Daladier Agi teve trajetória brilhante. Sua morte foi muito sentida na região do Bolsão. Estivemos juntos em campanhas eleitorais e no tribunal do júri. “O passado não é o que passa, é aquilo que fica do que passou”. (Tristão de Ataíde)

PONTUALÍSSIMO: Assim um jornalista da equipe oficial define o comportamento do governador Eduardo Riedel (PSDB) diante dos mais diferentes compromissos e situações atinentes ao cargo. Ao seu estilo tranquilo, ele sempre está pronto à espera do pessoal para cumprir a agenda do dia.   Uma boa notícia, sem dúvida.

CHAPADÃO DO SUL: O deputado Gerson Claro (PSDB), impressionado com o que viu lá - questionou-me sobre o quadro eleitoral. Disse-lhe que os dois pré-candidatos: o ex-prefeito Jocelito Krug (PSDB) e Walter Schlatter (PP), tem perfis parecidos, mas que Jocelito, além da experiência na administração pública, ‘abraça mais’.


PELO PODER: Jocelito, primo do prefeito João C. Krug, é o nome da cúpula tucana. Schlatter, que perdeu para Krug em 2016 por 576 votos- é a aposta da senadora Tereza Cristina, tradicional parceira do município forte no agro.  As previsões indicam um embate sem espaço para a terceira via. ‘Alea jacta est’.

FAVORITA: Quando se discute possibilidades de nomes para compor a chapa de Beto Pereira, o nome de Maria Lúcia Fernandes (Malu) – é a preferida disparada. Fundadora da Associação Juliano Varela, articulada, de boa imagem e fala fácil, é filiada ao PSDB, atendendo aos requisitos que a disputa exige neste cenário de mulheres protagonistas.

LEMBRANÇAS: O primeiro banco de Campo Grande, nos primórdios da década de 20 foi o ‘Suiço-Brasileiro’. Em 1922 chegou o Banco Nacional do Comércio e depois o Banco do Brasil – ambos na Av. Afonso Pena. Em 1937 foi inaugurado com pompas o Banco do Estado de São Paulo – transferido mais tarde para a rua 13 de Maio.

CONCORDA? “Não se fala em cortar despesas, em reformar a previdência. Problema sério não se resolve. O governo só quer saber de aumentar impostos, editar medidas provisórias sem pé nem cabeça e taxar blusinhas”. Por tudo isso o senador Oriovisto Guimarães (Podemos/PR) caprichou no verbo e ganhou espaço na mídia.

PREPAREM-SE! ‘Fortes emoções’ na BR-162 após a Eldorado funcionar em Ribas do Rio Pardo. Todos dos dias, 140 carretas com 50 toneladas de celulose cada estarão na pista rumo a Água Clara e depois pela MS 377 até Inocência. Lá, a carga entregue no terminal em construção, seguirá para o Porto de Santos nos vagões da Ferronorte.

LAMENTÁVEL: O termo sintetiza as previsões de tragédias com sangue e lagrimas pela nossa ‘timidez’ política em resolver o caso da BR-162 (sem privatização e terceira pista ao menos). Nesta hora são inevitáveis as comparações pela opinião pública com  o prestígio e habilidade dos políticos de Mato Grosso em situações análogas. De leve...

FRUSTRAÇÃO: Em ano eleitoral os políticos não perdem a chance para aparecerem em eventos públicos. Em se tratando de inaugurações nem se fala! Precavido para evitar problemas, a diretoria da Eldorado Celulose ‘cortou o barato e não fará qualquer tipo de festa para marcar o início das suas atividades. Tudo será feito discretamente.

QUESTÕES: O estuprador pode ser pai? A criança pode ser mãe? Mais de 60% das crianças estupradas tem menos de 14 anos de idade. No lugar de proteger as crianças  vítimas de estupro (que descobrem tarde a gravidez), querem fazer leis para coloca-las na cadeia. Equiparar ao homicídio o aborto de gestação acima de 22 semanas é uma insensatez.

O PROJETO neste sentido está para ser votado na Câmara. Se aprovado, a menina estuprada passará de vítima para a condição de ré, respondendo por homicídio. Antes de punir, o Estado deve proteger seus cidadãos. Outra falha: não há previsão do Estado em assumir a responsabilidade por essa criança em decorrência do estupro. Estranho: a Primeira Dama Janja se omitiu no caso. Logo ela que se posta como ‘defensora das mulheres’.

TORMENTA: O Governo gastando e com problemas na equipe. Lula morde a língua sobre os mais variados temas. Atravessa o sinal nas viagens ao exterior e defende seu Ministro das Comunicações suspeito de corrupção. Suas relações com o Congresso  azedaram e o ministro Haddad, da Fazenda, só não caiu pela falta de um bom substituto.

NA GUARITA: Os pré-candidatos a prefeito da capital ainda naquela fase chata de tentar despistar e negar evidências quando aos rumos futuros. Em relação ao acerto ‘misterioso’ do PL de Bolsonaro com a prefeita Adriane Lopes (PP) restariam alguns detalhes. O principal seria quanto a participação do PL na pretendida futura gestão.

TAMBÉM na política vigora a máxima popular do que ‘o combinado não é caro’. É  normal, muito comum mesmo aqueles problemas de montagem de equipe onde a disputa por certos cargos provoca crises antes mesmo do governo começar. É aquela história: políticos confiam desconfiando.

DROPS DE HUMOR:

A ignorância é imensa. Ladrões não roubam livros.

Entre as palavras mais profundas do mundo existe o subsolo.

Um minuto é relativo. Depende de que lado da porta do banheiro você está.

O mais nobre dos cachorros é o ‘cachorro quente’. Ele alimenta a mão que o morde.

Qualquer idiota pinta um quadro – mas só um gênio é capaz de vende-lo.

Na vida tudo é relativo. Um fio de cabelo na cabeça e pouco; na sopa é muito.

Roubar a ideia de uma pessoa é plagio – mas roubar de várias é pesquisa.

Desconfie sempre de todo idealista que lucrar com seu ideal.

Não desista do sonho. Se não encontrar na padaria - procure na próxima.

Eu queria morrer como meu avô: dormindo e tranquilo – não gritando desesperadamente como os 40 passageiros do ônibus que ele dirigia.

SIGA-NOS NO Google News