Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Segunda, 15 de Agosto de 2022
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Uruguai adota identificação eletrônica para gado

29 de maio de 2006 - 16:55


O Uruguai adotará a partir de 1º de março um sistema de identificação eletrônica para seu rebanho de 11 milhões de cabeças, com o objetivo de acabar com o contrabando de animais, informou na sexta-feira (06-01) o jornal El Observador. Segundo o vice-ministro da Pecuária, Ernesto Agazzi, a entrada em vigor deste sistema, que incluirá entre 2 milhões e 2,5 milhões de gados por ano, coloca o país "no caminho da modernização, do crescimento e do aumento da produção, além de acabar com o contrabando".

Segundo Agazzi, esta medida vai melhorar a posição do Uruguai no mercado internacional de carnes, pois reforçará a qualidade de seu status sanitário. "Com isso poderemos conseguir novos mercados e, quando este setor encolher, os compradores vão manter como fornecedores aqueles que produzem assim, com boa tecnologia e qualidade", concluiu.

Esta iniciativa, porém, levanta uma questão que deve ser resolvida nas próximas semanas: quem vai custear o projeto? O orçamento do sistema de identificação eletrônico gira em torno dos seis milhões de dólares. Os gastos com aparelhos marcadores, um eletrônico e outro visual, devem ficar a cargo do Estado, e os scaners de leitura da identificação, por conta do setor privado.

Embora a regulamentação do novo sistema dependa da aprovação de um projeto de lei, que ainda nem entrou em tramitação, as autoridades dos ministérios envolvidos dizem que não encontrará obstáculos no Congresso. "O Parlamento tem prazos, mas temos o compromisso de um tratamento muito rápido para que esta lei seja aprovada", assegurou o direito do Projeto Pecuário do Ministério, o engenheiro agrônomo Daniel Garín.


Fazendeiro.com

SIGA-NOS NO Google News