Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Segunda, 18 de Outubro de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Turismo de negócios: o negócio do turismo

Otavio Demasi - 13 de agosto de 2003 - 08:28

A briga é para gigantes, na disputa do turismo de negócios mundo afora - que movimenta muita gente e muito dinheiro - mas nada impede entrar nessa rinha, tendo sempre em mente a necessidade de profissionalização, ações macros - a atividade turística vive e sobrevive integradamente - e principalmente minucioso detalhamento mercadológico, onde todos os atores direta e indiretamente ligados ao turismo – agindo em sinergia – dêem a sua cota de participação, vendendo assim o núcleo receptor em bloco. Cabe juntar, trade, associações, entidades, governo , comunidade e empresariado, visando atrair parcela de turistas o ano todo, visando ampliar imagem e mercado.
O envolvimento começa com uma análise do núcleo receptor e da região, que devem trabalhar em bloco, suprindo defasagens, ampliando oportunidades e negócios abrangendo acessos, sinalização, segurança, transportes, freqüências, hospedagem, gastronomia, atrativos, mão-de-obra, adentrando para pesquisa minuciosa de locais para feiras, congressos, simpósios, convenções, conferências, shows, empresas prestadoras de serviços que dêem suporte logístico, suprindo todas as necessidades inerentes a eventos multifacetados, com complexidade que exige muito detalhamento , precisão e sobretudo prazo, preço, com muita qualidade.
A amarração continua com o desdobro da segmentação , através de sistematização do turismo receptivo, via roteiros que privilegiem: compras, cultura, artesanato, shows, espetáculos, teatros, galerias de artes, história, urbanismo, ecologia, esportes, ciência, tecnologia, gastronomia , rural entre outros visando atingir o interesse do turista de negócios e seus acompanhantes/familiares ampliando a estacionalidade e os gastos no núcleo receptor e região, Essas promoções bem incrementadas, podem ser direcionadas também paras os turistas que estejam nos visitando por outros motivos, pois agregam valores, qualidade e preços convidativos.
O fomento a eventos, pode ser muito variado e abrangente, abargando: alimentos, artefatos, bebidas, carne, café, cosméticos, cerâmica, calçados, confecções, jóias, flores, móveis, mármores, máquinas e equipamentos, informática, papel e celulose, cerâmica e todo o tipo de atividades industriais, comerciais, científicas/tecnológicas , culturais, agrícolas/pecuária/pesca adentrando pelas variadíssimas áreas da prestação de serviços. O marketing que alavanca todos esses serviços é altamente específico, necessitando de mecanismos variados e ampla conscientização que o turismo de negócios é a principal mola ao negócio do turismo.
Otavio Demasi – consultor/jornalista - odtur@!ig.com.br

SIGA-NOS NO Google News