Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Quinta, 23 de Setembro de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Toma posse o novo comandante da PMA

PMA - 03 de março de 2009 - 15:02

Campo Grande (MS) – Tomou posse na manhã de hoje (3) o novo comandante da Polícia Militar Ambiental (PMA), o major Carlos Sebastião Matoso Braga. O comando foi passado a ele pelo o tenente-coronel José Augusto Castro Bernardes.


A solenidade aconteceu na sede do 15º Batalhão da Polícia Militar Ambiental, localizado na Avenida Mato Grosso, no Parque das Nações Indígenas, na Capital, com a presença do governador André Puccinelli; secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Jacini; do comandante-geral da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, coronel Geraldo Garcia Orti; do secretário de Estado do Meio Ambiente, das Cidades, do Planejamento, da Ciência e Tecnologia (Semac), Carlos Alberto Said Negreiros; do superintendente do Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul, Roberto Gonçalves; da promotora de Justiça do Meio Ambiente, Marigô Bittar, dentre outras autoridades.



Ao som da banda de música da Polícia Militar, a tropa da PMA, em forma, desfilou para o novo comandante e as autoridades presentes. O ex-comandante agradeceu, em seu discurso, ao empenho de todo o efetivo e agradeceu as autoridades a oportunidade de comandar o 15º Batalhão de Polícia Militar Ambinetal.



Em seu discurso, o governador parabenizou e agradeceu o trabalho do ex-comandante ao longo de dois anos em que esteve a frente da PMA e agradeceu os policiais militares ambientais pelo empenho como guardiões do meio ambiente.



Ao novo comandante, o governador ensejou sucesso na administração da PMA e finalizou dizendo a todos: “Preservemos o nosso pantanal, preservemos nossos rios, nossas belezas naturais e sucesso ao novo comandante”.

Ainda na ocasião, o governador André Puccinelli repassou à PMA diversos materiais adquiridos pelo Instituto de Meio Ambiente de Mato grosso do Sul (Imasul), por meio do fundo de compensação ambiental. O recurso vem da Companhia Energética do Estado de São Paulo (CESP) diante dos impactos causados pela Usina Hidrelétrica Sérgio Motta, também chamada de Porto Primavera, na foz do rio Ivinhema e deverão ser utilizados no combate aos crimes ambientais na bacia do rio Paraná.

No total, pouco mais de R$ 680 mil foram alocados para aquisição de cinco caminhonetes, cinco motos, sete barcos, uma lancha, sete motores de popa, oito aparelhos GPS, entre outros equipamentos, utilizados no patrulhamento dos rios do Estado.

SIGA-NOS NO Google News