Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Quarta, 22 de Setembro de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Tebet pede mais recursos para setor produtivo

Agência Senado - 30 de setembro de 2003 - 16:47

O presidente da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado Federal, senador Ramez Tebet (PMDB-MS), sugeriu que o resultado da redução do percentual dos depósitos compulsórios dos bancos no Banco Central (BC) seja utilizado para empréstimos ao setor produtivo ou para o consumidor. O pedido foi feito ao economista Alexandre Schwartsman, cuja indicação para o cargo de diretor do BC recebeu parecer favorável da comissão na manhã desta terça-feira (30).

Reconhecendo que a diminuição dos juros básicos da economia demoram a se manifestar para o setor privado, Schwartsman apontou que já houve uma queda razoável das taxas de juros para o consumidor nos últimos dias. Ele também informou que já há vinculação de recursos para empréstimos pelos bancos para agricultura e outros setores.

- O problema é a competição por recursos escassos. O setor público vem sendo um dos maiores tomadores da poupança interna, sobrando pouco para o setor privado. O dinheiro é usado na aquisição de títulos públicos e o que precisamos é aprofundar o ajuste fiscal - disse o economista.

Em sintonia com a opinião de Tebet e do senador Eduardo Suplicy (PT-SP), Schwartsman disse que é preciso combater o envio ilegal de recursos para o exterior. Encontrados esses recursos, o economista disse que o país deve repatriá-los, como já o fez em algumas ocasiões.

Sobre as divisas depositadas por brasileiros legalmente no exterior, o economista afirmou que, dos cerca de US$ 120 bilhões registrados pelo BC, US$ 57 bilhões estão investidos em ativos no exterior por empresas brasileiras. Para estimular que o restante volte para o Brasil, Schwartsman disse que a melhor estratégia é melhorar as perspectivas para esses recursos no país.

SIGA-NOS NO Google News