Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Sábado, 25 de Maio de 2024
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Servidores federais organizam paralisação de 24 horas

Edla Lula/ABr - 30 de maio de 2006 - 08:26

Os servidores públicos federais organizam uma paralisação de 24 horas para quarta-feira (31). Os sindicatos envolvidos com o movimento alegam que, nesse dia, haverá uma intensa mobilização "pela valorização das carreiras de Estado e fortalecimento do Estado brasileiro". O alvo principal é não apenas os ministérios e órgãos públicos, mas também o Congresso Nacional.

"Vamos aproveitar o dia para visitar deputados e senadores na tentativa de sensibilizá-los para o sucateamento do serviço público", disse o presidente do Sindicato Nacional dos Técnicos da Receita Federal (Sindireceita), Paulo Antenor de Oliveira, um dos coordenadores do movimento. De acordo com Antenor, a estratégia é aproveitar o ano eleitoral para provocar o debate entre a classe política.

A paralisação faz parte do Movimento Nacional em Defesa do Estado Brasileiro, criado no dia 17 de maio, por servidores e representantes das entidades integrantes das carreiras do Ciclo de Gestão e do Fisco Federal, que reúnem mais de 70 mil trabalhadores.

Os organizadores querem também uma audiência com o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, para apresentarem a proposta de reestruturação da carreira no serviço público.

Eles pedem a diminuição do número de contratações de não servidores para cargos de confiança. Também pedem o fim das terceirizações e a equiparação salarial entre o serviço público e a iniciativa privada. "Executivos recebem salários muito superiores a quem, no serviço público, exerce função semelhante", disse o sindicalista. "Este tipo de debate fortalece o estado e cria condições para oferecermos melhores serviços ao cidadão, como diminuir as filas, termos menos tempo de espera em consultas na área de saúde e melhorar a segurança", afirmou.

A assessoria de imprensa do Ministério do Planejamento informou que nem o ministro nem seus subordinados comentam o assunto.

Participam do movimento as seguintes entidades: União Nacional dos Analistas e Técnicos de Finanças e Controle (Unacon); Associação dos Analistas de Comércio Exterior (AACE); Associação dos Servidores do Ipea (Afipea); Associação Nacional dos Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental (Anesp); Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Previdência Social (Anfip); Associação Nacional dos Servidores da Carreira Orçamento (Assecor); Associação dos Servidores da Susep - Superintendência de Seguros Privados (Assup); Federação Nacional dos Auditores Fiscais da Previdência Social (Fenafisp); Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho (Sinait); Sindicato Nacional dos Servidores do Banco Central (Sinal); Sindicato Nacional dos Servidores da CVM (SindCVM); Sindicato Nacional dos Técnicos da Receita Federal (Sindireceita); Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Unafisco) e a Associação Nacional dos Técnicos do Planejamento (Anpla).

SIGA-NOS NO Google News