Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Quinta, 26 de Maio de 2022
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

São Paulo ganha o Brasileiro Sênior de Judô

Agência Brasil - 29 de setembro de 2003 - 14:45

João Derly mudou de peso, mas não perdeu a categoria. O gaúcho foi o destaque do Campeonato Brasileiro Sênior, disputado no Esporte Clube
Pinheiros, em São Paulo, ao chegar ao título nacional em sua estréia na nova categoria (até 66kg). A competição reuniu 156 atletas de 21 estados. São Paulo foi campeão geral e por equipes no masculino e no feminino e será a base da equipe que vai representar o Brasil no
Campeonato Sul-Americano, em Cuenca, no Equador, de 23 a 26 de outubro.

Se entre as mulheres, São Paulo e Rio de Janeiro dividiram as medalhas de ouro (cinco a três para as paulistas no individual), no masculino o equilíbrio foi maior. São Paulo e Minas Gerais ficaram com dois ouros e Rio de Janeiro, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Distrito Federal com um cada.

Há menos de dois meses, durante os Jogos Pan-Americanos, Derly, então dono da vaga na equipe olímpica na categoria ligeiro, foi aconselhado pela Confederação Brasileira a subir de peso. E o gaúcho já dá provas de que poderá reconquistar um lugar na seleção permanente. De olho na decisão da seletiva nacional contra o medalhista olímpico Henrique Guimarães, a partir de 21 de dezembro, Derly usou do Campeonato Brasileiro para se adaptar à nova categoria. E teve adversários fortes pela frente, como o paulista Reinaldo dos Santos, o Mauá, a quem derrotou na final, carimbando o passaporte para o Sul-Americano de Cuenca.

"Eu sabia que poderia voltar a representar o Brasil, mas não esperava que fosse tão rápido. A mudança de categoria está sendo melhor para meu corpo e para a minha cabeça. Mas ainda estou em fase de adaptação. Sou baixo perto dos outros lutadores da meio-leve, é outro estilo de luta. Este título foi mais um passo para eu tentar brigar pela vaga olímpica. Vamos fazer uma coisa de cada vez, passo a passo. Mesmo que leve tempo", disse o atleta do Sogipa.

No feminino, destaque para as judocas de São Paulo, que fizeram sete das oito finais individuais (com cinco ouros) e não tiveram dificuldade para levar também o título por equipes, neste domingo (28/9), vencendo por 3 a 0 o Rio de Janeiro na final. Os paulistas foram campeões por equipes também no masculino, com um 3 a 1 sobre os cariocas na decisão.

“Nossa equipe tem atletas muito experientes e isso faz diferença. Além disso, há muitas judocas de altíssimo nível em São Paulo, que é a base da seleção brasileira. Isso nos permite treinar sempre com as melhores”, comenta a leve Daniele Zangrando, medalhista de bronze no Campeonato Mundial de 1995 e que busca uma vaga na seletiva que vai definir a
equipe brasileira em Atenas 2004. Zangrando foi campeã brasileira individual em seu peso também.


SIGA-NOS NO Google News