Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Domingo, 14 de Agosto de 2022
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Sábado será o ''dia D'' da campanha de vacinação

Irene Lôbo / ABr - 24 de abril de 2006 - 15:02

A Campanha Nacional de Vacinação do Idoso contra a gripe terá seu "dia D" no próximo sábado (29). Nesse dia, além dos cerca de 73 mil postos de vacinação em todos os municípios, haverá postos móveis, onde os idosos também poderão encontrar vacinas contra a difteria, o tétano e a febre amarela. Todas as vacinas são gratuitas.

"Os idosos devem levar o cartão de vacinação à unidade de saúde, para verificar se está em dia ou se é preciso atualizar o calendário", alertou a coordenadora nacional de imunizações do Ministério da Saúde, Luiza de Marilac.

De acordo com o ministério, a vacina deste ano é produzida com base em três subtipos de vírus, conhecidos como cepas. Essa combinação aumenta a capacidade de proteção da vacina e diminui em 90% o risco de contrair a gripe. Os vírus utilizados são enfraquecidos e não podem causar gripe. A vacina demora duas semanas para começar a fazer efeito.

A única contra-indicação para a vacinação é um quadro muito raro de alergia comprovada à proteína do ovo de galinha. Nesse caso, os idosos devem procurar antes um médico.

O investimento total do ministério na campanha é de R$ 130,5 milhões, dos quais R$ 118,6 foram utilizados na compra de 18,6 milhões de doses contra o vírus influenza (que causa a gripe). Com o restante do dinheiro foram adquiridas 240 mil doses contra pneumococos (que causa pneumonia), 4 milhões de doses contra difteria e tétano, e um milhão contra a febre amarela.

"A vacina só traz benefícios, é importante que todos sejam imunizados. Existem vários tipos de vírus que causam a gripe. O que nós temos observado pelas estatísticas é uma redução das hospitalizações, das mortes, da consultas ambulatoriais das pessoas com problemas relacionados às complicações de gripe após o início das campanhas de vacinação no Brasil", afirmou Marilac.

Idosos com dificuldade de locomoção ou hospitalizados também devem tomar a vacina. Basta ligar para a Secretaria Municipal de Saúde e cadastrá-los, para que recebam a vacina em casa ou no hospital.

SIGA-NOS NO Google News