Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Domingo, 19 de Maio de 2024
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Reajuste da telefonia fixa fica próximo de zero

07 de junho de 2006 - 14:32


As tarifas de telefonia fixa poderão não ser reajustadas neste ano, segundo informou hoje o presidente-executivo da Abrafix (associação das teles fixas), José Fernandes Pauletti.

Isso porque, na avaliação do executivo, o reajuste previsto para vigorar a partir do início de julho deverá ficar próximo de zero.

De acordo com a nova fórmula de cálculo das tarifas, o reajuste deste ano irá considerar a variação do IGP-DI (Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna) entre junho e dezembro de 2005 e o IST (Índice de Serviços de Telecomunicações) de janeiro a maio de 2006.

Segundo dados da Fundação Getúlio Vargas (FGV), responsável pelo cálculo do IGP-DI, o índice apresentou deflação de 0,75% nos últimos sete meses do ano passado.

Já o IST, que é calculado pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) e o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), acumulou entre janeiro e abril deste ano 1,1%. O reajuste ainda irá considerar o índice de maio, previsto para ser divulgado no próximo dia 20.

O cálculo do reajuste das tarifas irá considerar ainda um desconto que é aplicado sobre a variação dos índices a título de produtividade.

Pauletti admitiu, no entanto, que as tarifas poderiam sofrer uma redução para o consumidor caso o IGP-DI continuasse como referência única para os reajustes, já que o antigo indexador tem apresentado nos últimos meses índices menores que o IST.

No ano passado, as tarifas de telefonia fixa foram reajustadas em 7,27% (em média). Na época, as operadoras de interurbanos (DDD) foram autorizadas a reajustar suas tarifas em 2,94% e as chamadas internacionais (DDI) tiveram queda de 7,90%.




Folha Online


SIGA-NOS NO Google News