Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Terça, 25 de Janeiro de 2022
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

R$ 400 milhões para financiar material de construção

Cecília Jorge/Agência Brasil - 09 de outubro de 2003 - 16:38

A partir de hoje, as pessoas de baixa e média renda podem contar com uma linha de crédito para comprar material de construção. A nova forma de financiamento, criada com recursos do FAT (o Fundo de Amparo ao Trabalhador), já está disponível no Banco do Brasil e na Caixa Econômica Federal. Os dois bancos dispõem ao todo de R$ 400 milhões.

O ministro do Trabalho, Jaques Wagner, disse que a intenção com essa linha de crédito é gerar empregos e diminuir a carência de habitações no país, que hoje é de mais de 6 milhões de moradias. A estimativa é de que sejam gerados 40 mil novos empregos nas lojas do ramo, sem contar os novos postos de trabalho que devem surgir no setor de construção.

No ano passado, segundo o ministro, aproximadamente R$ 13 bilhões do FAT estavam em aplicações financeiras. Esses recursos têm sido transferidos para a criação de linhas de crédito. Além desta para material de construção, já foram lançadas as linhas de crédito para o turismo, para empreendedores e para a agricultura familiar.

O objetivo, ainda de acordo com Jaques Wagner, é “combater o desemprego por um processo de aquecimento da economia”, facilitando e barateando o crédito direto ao consumidor. A escolha recai sobre setores da cadeia produtiva que estejam deprimidos ou que dão uma resposta muito rápida na geração de emprego, explicou.

Para o lançamento desta linha de crédito, o Ministério do Trabalho atua em parceria com a Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco), cujo presidente, Cláudio Elias Conz, lembrou que "o Brasil é construído fundamentalmente pela iniciativa individual de construir, reformar e ampliar as moradias". O comércio de material de construção reúne mais de 105 mil lojas em todo o país e 96% delas são pequenas e médias empresas.

Para os correntistas do Banco do Brasil, o crédito varia de R$ 100 a R$ 10 mil e pode ser pago em até 24 meses, com juros de 1,98% ao mês. O crédito está pré-aprovado, de acordo com o limite de cada cliente, e obtido diretamente nas lojas de material de construção. A solicitação de financiamento é feita no terminal de pagamento eletrônico da loja, por meio do cartão de débito automático do banco.

Já a linha de crédito da Caixa Econômica destina-se às pessoas com renda mensal de até R$ 4,5 mil, mesmo que não tenham conta na Caixa. O valor do financiamento varia de R$ 5 mil a R$ 12 mil, com pagamento em até 96 meses. Os juros são baseados na Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP), mais 9,70% ao ano.

SIGA-NOS NO Google News