Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Segunda, 17 de Junho de 2024
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Quatro pessoas morrem em acidente na BR 163

Sheila Forato, Edição de Notícias - 11 de dezembro de 2012 - 06:22

PC de Souza
PC de Souza

A adolescente Suzany Beatriz Vitória de Souza, de 12 anos, morreu na noite desta segunda-feira (10), na Santa Casa de Campo Grande. As informações iniciais dão conta de que ela sofreu traumatismo craniano encefálico e uma perfuração no tórax, que atingiu um dos pulmões.

Suzany estava na mesa de cirurgia quando veio a óbito. A adolescente é a quarta vítima fatal do acidente ocorrido nesta tarde, no quilometro 653 da BR-163, entre Rio Verde e São Gabriel do Oeste.

A colisão frontal entre a Toyota Hillux, placas NUB-7290 de Rondonópolis (MT), e uma Volvo, placas KEV-9755 de Tangará da Serra (MT), resultou na morte imediata do padrasto, da mãe e da irmã de Suzany.

José Carlos Rodrigues, de 42 anos, e Márcia Vieira de Souza, de 29 anos, ficaram presos nas ferragens da camionete, sendo retirados pelo Corpo de Bombeiros e trazidos para o IML (Instituto Médico Legal), em Coxim. Já Ana Carla Vieira Rodrigues, de 3 anos, foi tirada das ferragens por terceiros, na esperança de que ela ainda estivesse com vida.

Por volta das 22 horas, os corpos foram levados para Rondonópolis, onde serão velados e sepultados. José Carlos era empresário conceituado do ramo da contabilidade. A filha do empresário, Jéssica Santana Rodrigues, de 19 anos, também estava na camionete e foi socorrida com vida, por conta da gravidade das fraturas expostas foi levada para Campo Grande.

O motorista da Volvo, Wagner Oliveira Freitas, de 37 anos, sofreu pequenas escoriações e não precisou ser removido para o hospital. Segundo Freitas, a camionete seguia no sentido Rio Verde quando invadiu a pista contrária, onde ele trafegava no sentido São Gabriel com sua carreta. Na tentativa de evitar a colisão frontal, o motorista jogou sua Volvo para o acostamento, mas a camionete foi para o mesmo local.

Freitas acredita que José Carlos tenha passado mal e perdeu a direção, pois no local é permitida a ultrapassagem, justamente pela ampla visibilidade. O motorista relatou ainda que a camionete saiu em baixa velocidade de trás do veículo que seguia em sua frente, “geralmente, quando vamos ultrapassar aumentamos a velocidade”, comentou Freitas.


Matéria de autoria do site Edição de Notícias

SIGA-NOS NO Google News