Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Sexta, 26 de Novembro de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Presídio federal ficará R$ 4,6 milhões mais caro

28 de abril de 2006 - 14:41

As obras do presídio federal de Campo Grande ficarão R$ 4,6 milhões mais caras, ou seja, o Ministério da Justiça investirá na construção R$ 22 milhões enquanto a previsão orçamentária era de repassar R$ 17,4 milhões à empreiteira cearense Palma Engenharia, vencedora da licitação porque apresentou a proposta de menor preço para a edificação da unidade penal. A assessoria de imprensa do Ministério da Justiça explica que a chuva é responsável pelo atraso da entrega da obra e, conseqüentemente pela elevação do valor. A justificativa da assessoria é que o valor extra foi empenhado porque houve perda de material de construção e para que a empresa pudesse pagar os funcionários, que terão de trabalhar por mais tempo na obra.

O presídio terá 12,7 mil metros quadrados e capacidade para 200 presos de alta periculosidade que serão mantidos em celas individuais, sob forte esquema de segurança e sem contato com o exterior. A nova previsão é que o prédio seja entregue ainda este semestre, porém, a primeira estimativa indicava a possibilidade da obra ser concluída em outubro do ano passado. Após o término da construção, o Ministério da Justiça terá de capacitar 200 agentes penitenciários federais para trabalhar da unidade prisional. Como não haverá tempo hábil o treinamento até a inauguração do presídio, servidores preparados para atuar no presídio de Catanduvas (PR) poderão ser remanejados para Campo Grande. Desta maneira, a carceragem não funcionará em plena capacidade, segundo garantia do Ministério.

SIGA-NOS NO Google News