Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Sábado, 13 de Agosto de 2022
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Prefeito boliviano diz que apóia movimento popular

Shislaine Vieira/Campo Grande News - 27 de abril de 2006 - 22:14

O prefeito de Quijarro, Aldo Calvijo, disse há pouco ao Corumbá On Line, que o movimento formado pela população local, diante do impasse criado contra a instalação da empresa brasileira EBX, mostra a vontade do povo. “Foi o povo que decidiu por um movimento que cobrasse postos de trabalho e nós, como fomos eleitos por ele, temos que respeitar e apoiar” ressaltou.
Os moradores das cidades bolivianas de Arroyo Concépcion; Puerto Quijarro; Puerto Suarez e El Carmen Riveiro Torrez se reuniram em assembléia durante a tarde de hoje e decidiram pelo reinício dos bloqueios de estradas, ferrovias, aeroporto, comércio e fechamento da fronteira da Bolívia com o Brasil, por tempo indeterminado, na província de German Busch, a partir da zero hora desta sexta-feira.
A população decidiu pelo bloqueio para cobrar das autoridades a geração de empregos e a manutenção dos postos de trabalhos já existentes na região. Na última semana, houve três dias de paralisação geral cobrando a permanência da siderúrgica da EBX em Quijarro, cujas obras foram embargadas pelo governo central da Bolívia.
Segundo o presidente do Comitê Cívico de Puerto Quijarro, Edgar Hurtado, o “paro cívico” cobrará investimentos na economia da província que permitam a melhoria da qualidade de vida dos moradores da faixa de fronteira. “Queremos que o governo traga empregos para cá”.

SIGA-NOS NO Google News