Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Domingo, 24 de Outubro de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

População de Paranaiba está eufórica com a ponte

APn - 11 de outubro de 2003 - 08:16

Paranaíba (MS) - A expectativa da presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em Paranaiba está gerando um clima euforia por se tratar da primeira vez que uma autoridade desse nível vem à cidade em toda a sua história.

Em qualquer conversa que ocorra, o assunto é a visita que deverá durar pouco mais de uma hora, neste sábado. A chegada do presidente está prevista para as 08h40 no aeroporto da cidade, se deslocando logo após para a barranca do rio Paranaíba, onde, às 9h será realizaada a solenidade de inauguração da ponte do porto Alencastro.

Para o contador José Machado de Paula, representante da empresa atacadista Martins, a liberação da ponte se trata de uma das aspirações mais antigas da população local e deverá se transformar em um dos acontecimentos mais importantes da história recente de Paranaíba.

"A economia de tempo e de dinheiro que essa ponte deverá gerar é algo digno de ser registrado. Muitos empresários desistiram de investir aqui devido às dificuldades de acesso", afirma "Zé Paulo" como é conhecido o empresário. Na sua opinião, essa obra poderá representar a oportunidade de futuro promissor para a cidade uma vez que deverá
abrir várias oportunidades.

"Como defensor desta regoão, tomo a liberdade de afirmar que com a liberação da ponte, as empresas de grande porte aqui sediadas poderão, em pouco tempo, duplicar ou triplicar seu faturamento. A empresa Martins, atacadista do ramo alimentício, acreditou no potencial da região e não se arrepende. Em um ano, viu duplicado seu movimento e pretende dinamizar ainda mais seu movimento", afirma José de Paula.

Para os universitários que estudam na UEMS (Universidade do Estado de Mato Grosso do Sul) e moram em cidade vizinhas do estado de Minas Gerais, como é o caso de Carneirinho, Alexandrita e São Sebastião, a liberação da ponte represemtará, no mínimo, a diminuição do tempo de percurso. Alexandre da Silva Paes, afirma que não será necesário tanta correria para conseguir chegar a Nova Andradina depois de um dia cansativo de trabalho.

SIGA-NOS NO Google News