Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Domingo, 3 de Julho de 2022
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

PF investiga esquema de tráfico em MS e outros 4 Estados

João Humberto, Campo Grande News - 19 de março de 2009 - 21:06

No início desta semana a PF (Polícia Federal) deflagrou a ‘Operação Alfa’, que investigou 115 pessoas envolvidas no tráfico internacional de drogas no interior de Mato Grosso do Sul, São Paulo, Bahia, Goiás, Mato Grosso e Distrito Federal. Os traficantes foram denunciados pelo MPF (Ministério Público Federal) e investigados pelos policiais federais, que prenderam 17 suspeitos em flagrante e apreenderam 943 quilos de cocaína.

Informações policiais são de que quatro quadrilhas atuavam no tráfico, sendo três internacionais e uma nacional. A droga era comprada na Bolívia e levada a fazendas de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Goiás, através de aviões e veículos terrestres. A entrada era feita pelas regiões de Cáceres (MT) e Corumbá (MS).

Em seguida, a cocaína era levada e distribuída nas cidades desses Estados e no interior de São Paulo, principalmente nos municípios de São José do Rio Preto, Ribeirão Preto, São Carlos e Araraquara. As informações estão no site Folha On line.

Dentro do tanque de um caminhão, na região de São José do Rio Preto, policiais federais encontraram 130 quilos de cocaína misturada com óleo diesel. Na mesma apreensão, a Polícia Federal descobriu um sítio onde a droga era separada do combustível. Um homem preso na Suíça por tráfico de drogas é o dono do terreno.

Todos os integrantes do grupo deverão responder por tráfico internacional de drogas, associação e financiamento para o tráfico internacional e por ilegal de arma. A prisão preventiva foi solicitada pelo MP (Ministério Público).

Meta – A meta dos policiais, quando começaram a operação, era cumprir 89 mandados de busca e apreensão e 85 de prisão nas respectivas regiões. Os mandados incluem também sequestro de bens e bloqueio das contas correntes dos investigados.

Na operação também foram apreendidas metralhadoras, pistolas, revólveres, munições de diversos calibres, além de equipamentos utilizados na secagem, mistura e embalagem de drogas.

A base da operação se fixou em São José do Rio Preto, que se responsabilizou em receber os mandados expedidos pela Justiça Federal da própria cidade. O início das investigações começou em abril de 2007.

O primeiro grupo era formado por integrantes de uma família dona de uma construtora sediada em Curvelândia (MT) e que mantinham obras na região de San Matias. Eles utilizam os veículos da empresa para transportar a droga.

Já os segundo grupo costumava utilizar dois aviões pequenos para o transporte da cocaína da região de Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, a fazendas localizadas nos Estados do Mato Grosso e Goiás. O terceiro grupo tinha sede em Cáceres e revendia a droga para o Estado de São Paulo.

A droga comprada em Porto Soares, na Bolívia, e levada para Corumbá era de responsabilidade do quarto grupo. Após a chegada da cocaína em Mato Grosso do Sul, esta acabava sendo encaminhada para laboratórios clandestinos na região de Uchôa (416 quilômetros de São Paulo).

SIGA-NOS NO Google News