Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Terça, 7 de Dezembro de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Pelo menos 500 caminhões estão parados em São Gabriel

Humberto Marques/Campo Grande News - 01 de maio de 2006 - 18:35

Pelo menos 500 caminhões estão parados nos postos de combustíveis e nas ruas de São Gabriel d’Oeste, por conta do protesto de produtores rurais que bloquearam a BR-163, na zona urbana do município. A estimativa é da PRF (Polícia Rodoviária Federal), que também cedeu seu pátio para que os veículos permaneçam estacionados – a fim de permitir o tráfego na região. Até o momento, segundo os policiais rodoviários do posto de São Gabriel, não se registrou congestionamento na pista. A Polícia Militar local, por sua vez, informa que várias carretas e caminhões estão espalhadas pelas ruas, diante da impossibilidade de prosseguir viagem.

O bloqueio na BR-163 permite que sigam viagem apenas os veículos pequenos (automóveis), caminhões de carga viva (como transporte de animais) e ônibus. Vilson Martins Bruzamarello, responsável pelo setor de Comunicação do Sindicato Rural de São Gabriel d’Oeste e um dos organizadores do protesto em caráter regional, informou que, pelo menos, 1,5 mil pessoas estão no local do bloqueio – incluindo moradores do município que acompanham a mobilização. “A paralisação continua da mesma forma registrada na parte da manhã, mas a adesão está aumentando. O movimento está evoluindo”, salientou, ao revelar que o bloqueio já surte resultados diante das autoridades.

“Sentimos que, em mais alguns dias, já irá mexer com o governo, já que a parte mais sensível, que é o bolso, está sendo atingida”, disse, lembrando que as paralisações de tráfego – que impedem a circulação de cargas perecíveis – resultam em uma redução de R$ 20 milhões na arrecadação. A manifestação não tem data para terminar, repetindo-se em diversas regiões de Mato Grosso do Sul.

Os produtores rurais fecharam o tráfego em diversas rodovias e impedem o acesso a terminais de transporte e armazéns, em protesto à crise que atinge o agronegócio em caráter nacional. A manifestação teve início em Mato Grosso, e tem por meta pressionar o governo federal a tomar medidas que auxiliem os produtores a superar o quadro adverso no setor rural.

SIGA-NOS NO Google News