Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Terça, 18 de Janeiro de 2022
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Peixes de MS têm marca internacional

Anderson Viegas/Agência Popular - 11 de setembro de 2003 - 14:53

Campo Grande (MS) – O ministro da Secretaria Nacional de Aqüicultura e Pesca, José Fritsch, disse hoje na abertura da 1ª Conferência Estadual de Aqüicultura e Pesca, na Universidade Católica Dom Bosco (UCBD), que o Mato Grosso do Sul possui espécies de peixes que tem marca nacional e internacional, e que o Estado tem de priorizar a produção desses peixes principalmente em seus projetos de piscicultura, porque a marca Pantanal, assim como ocorre com os peixes da região Amazonica, já traz um grande valor agregado.

Fritsh explicou que os objetivos da secretaria ao promover conferências sobre o tema em todos o Estados – Mato Grosso do Sul é o 14º a recebê-la – é discutir com todos os setores da cadeia produtiva da pesca e da aqüicultura (pescadores, associações, governo, centro de pesquisa, frigoríficos, fabricas de rações, etc), e elaborar um diagnostico da situação do segmento e elencar propostas para a elaboração do Plano Nacional de Aqüicultura e Pesca, que formulado durante a Conferência Nacional, que contará com aproximadamente 1,5 mil delegados indicados pelas conferências estaduais e que acontecerá em Brasília (DF) entre os dias 25 e 27 de novembro.

O ministro comentou ainda que Mato Grosso do Sul é um dos Estados do País que tem a política mais avançada em relação à pesca e a aqüicultura, e que a maior prova desse compromisso com esse setor estratégico, e a criação de Superintendência da Pesca, a exemplo do fez o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, que criou uma secretaria com “status” de ministério dando o que chamou de um “endereço” para o setor, que antes estava fragmentado em diversos ministérios, como o do Meio Ambiente e da Marinha, e lembrou que a carne de peixe em relação à carne de outros animais, com a de aves, suínos e bovinos é a que possui o maior valor para a exportação, daí o imenso potencial ainda não explorado da maneira correta no País inteiro. “Enquanto o quilo da carne de suino é exportado em média a US$ 0,90 o quilo da carne de peixe é vendido em média a US$ 4”, comentou.

Também foi anunciada por Fritsh que na próxima assembléia da Associação Brasileira dos Supermercados (Abras) o governo federal estará lançando uma grande campanha para massificar o consumo de peixe entre a população, disse que uma das principais metas da sua secretaria é reduzir ao máximo o número de atravessadores na comercialização do produto, para baratear o custo para o consumidor final e ao mesmo tempo aumentar o ganho do pescador ou do aqüicultor, e comemorou o aumento dos recursos orçamentários para sua pasta no próximo ano, que deve saltar dos R$ 6,2 milhões deste ano para aproximadamente R$ 150 milhões em 2004.

SIGA-NOS NO Google News