Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Domingo, 21 de Abril de 2024
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Partido de Bolsonaro vai entrar no Conselho de Ética contra Wyllys Jean

Midiamax - 19 de abril de 2016 - 06:50

O Partido Social Cristão (PSC) decidiu entrar com uma representação, no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, contra o deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ), após o parlamentar ter admitido que cuspiu no rosto de Jair Bolsonaro (PSC-RJ). O processo será encaminhado no fim da tarde desta segunda-feira (18/4). Segundo o Regimento Interno da Casa, se condenado, Jean pode até perder o mandato.

O caso aconteceu durante a votação sobre a admissibilidade do processo de impeachment de Dilma Rousseff no domingo (17/4). Nas imagens que circulam nas redes sociais, após o voto de Jean, Bolsonaro aparece acenando para o deputado psolista, que respondeu cuspindo em direção ao militar. Em sua página no Facebook, Wyllys admitiu a agressão, mas disse que Bolsonaro havia proferido xingamentos sobre a opção sexual do deputado psolista.

Segundo o professor de Ciências Políticas da Universidade de Brasília (UnB), David Verge Fleischer, o mesmo Conselho de Ética que julga o processo do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), é o que vai julgar o caso de Jean Wyllys. Segundo Fleischer, caso a quebra de decoro seja aprovada, o deputado do PSOL pode ser punido com advertência, suspensão e até a perda do mandato.

Feischer disse ainda que Jean pode também entrar com uma representação contra Bolsonaro, caso as supostas ofensas de Bolsonaro tenham ferido a honra do psolista. “Mas os xingamentos teriam de ser comprovados”, explica o professor.

SIGA-NOS NO Google News