Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Sexta, 26 de Novembro de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Paralisação de obras vai gerar mais de mil desempregos

05 de maio de 2006 - 15:16


A decisão do governo de Mato Grosso do Sul de suspender o andamento das obras na Capital e no interior, deverá provocar o desemprego de mais de mil trabalhadores só em Campo Grande. No interior então, o número é incalculável. A previsão é do presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil e do Mobiliário, Samuel da Silva Freitas.

Segundo ele, o Estado está construindo alguns conjuntos habitacionais e promovendo também reformas e ampliações de repartições públicas e escolas. “É lamentável uma decisão como essa do governador Zeca do PT, na reta final de seu mandato e no ano de eleição, quando ocorre normalmente o contrário, ou seja, mais recursos são investidos em todos os setores”, comentou Samuel.

O setor da construção civil vem sofrendo uma decadência, segundo Samuel, desde 1995. Somente no final do ano passado, a partir de outubro, houve uma reação bastante positiva do mercado. O setor aqueceu e houve muito emprego. “infelizmente nossa expectativa de crescimento este ano foi frustrada”, comentou.

Na semana passada, o prefeito de Campo Grande Nelson Trad lançou um pacote de 130 obras para Campo Grande, orçadas em mais de R$ 150 milhões. “Isso é que vai amenizar o impacto do desemprego dos trabalhadores”, comentou Freitas ao confirmar que esse pacote deverá gerar mais de 2.000 empregos. Mas a distância é muito grande se comparado aos números do desemprego no setor, que chega a pouco mais de 20 mil. A maioria sobrevive de “bicos”, ambulantes ou como catadores de material reciclável.


SIGA-NOS NO Google News