Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Quinta, 2 de Dezembro de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Palocci deve depor amanhã na Polícia Federal

Agência Brasil/ Alessandra Bastos - 04 de abril de 2006 - 18:15

O ex-ministro da Fazenda, Antonio Palocci, deve prestar depoimento amanhã às 10 horas na Polícia Federal, em Brasília. Ele será ouvido pelo delegado Rodrigo Carneiro Gomes, que preside o inquérito sobre a quebra ilegal do sigilo bancário do caseiro Francenildo Santos Costa.

Desde a semana passada, o delegado vem dizendo à imprensa que considera "decisivo" o depoimento de Palocci. Rodrigo Gomes pretende concluir amanhã de quem partiu a ordem para que o sigilo fosse quebrado. Situação que ele define como "a ponta da cadeia de comando".

A polícia federal ainda não encontrou o assessor de comunicação de Palocci, Marcelo Netto. Desde sexta-feira (31), ele é procurado pela polícia para ser intimado a prestar depoimento.

Palocci foi intimado hoje, o que corresponde à segunda intimação. Ontem, à meia noite, acabou a validade do atestado médico que o ex-ministro apresentou na semana passada. Ao ser apresentado, o atestado anulou automaticamente a segunda intimação.

Na primeira intimação, Palocci não compareceu. Por lei, ele tem direito a faltar três vezes a uma intimação. No terceiro chamado, caso se negue a depor, ele já é intimado de forma "coercitiva", ou seja, é obrigado a comparecer sendo levado por policiais.

Antonio Palocci e o ex-presidente da Caixa Econômica Federal, Jorge Mattoso, pediram demissão na última segunda-feira (27), após o depoimento de Mattoso à Polícia Federal, que confessou ter mandado quebrar o sigilo bancário do caseiro e ter entregue o extrato ao então ministro da Fazenda. No mesmo dia, foi indiciado pelo crime de quebra do sigilo funcional e pode pegar até seis anos de prisão.

SIGA-NOS NO Google News