Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Segunda, 29 de Novembro de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

O QUE DISSE STÉDILE NO CONGRESSO DOS PROFESSORES

12 de abril de 2003 - 09:25

Resumidamente a análise da conjuntura brasileira na opinião do economista e membro da
coordenação nacional do MST, João Pedro Stédile, feita na abertura do Congresso dos Professores
que está sendo realizado em Bonito e termina amanhã.
"Todas as conquistas sociais da história da humanidade são fruto da
mobilização social. O nosso papel como militantes, seja num sindicato, numa
associação, no Sem-Terra ou na cidade, é organizar o povo para que eles se
mobilizem. E as mudanças só virão se o povo se mobilizar", declara o
militante.
As características sócio-político-econômicas do país estão centradas em
quatro principais pontos, segundo Stédile. Pode-se dizer que são as quatro
armadilhas do capital: a questão da vulnerabilidade, a dependência do
capital financeiro, o uso abusivo da mídia a favor dos imperialistas, e a
famosa chantagem feita no Congresso Nacional para apoiar políticas que
favorecem somente um seleto grupo da sociedade brasileira, cuja maioria da
população do país não faz parte.
O país vive um importante momento histórico: a conquista da presidência da
República por Lula - uma transição voltada mais pelo sentimento de mudança
do que por um projeto adequado para o país. Segundo Stédile, uma das
características dos Movimentos Sociais é que todos discutem o futuro
político do país, mas nenhum deles possui uma proposta definitiva para ser
discutida. Para ele, é necessário que os trabalhadores em Educação se
mobilizem e chamem a população para se incorporar às suas lutas por melhores
salários, pela qualificação profissional e por uma Escola Pública melhor a
cada dia.

FONTE : RICARDO DE CASTRO


SIGA-NOS NO Google News