Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Segunda, 15 de Agosto de 2022
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

MS tem 6º pior desempenho na geração de empregos

21 de junho de 2006 - 15:28

Mato Grosso do Sul registra em maio o 6º pior desempenho na geração de empregos formais com relação às demais Unidades da Federação, com a criação de apenas 362 novas vagas, conforme os dados do Caged (Cadastro Geral de Emprego e Desempregados) divulgados hoje pelo MTE (Ministério do Trabalho e Emprego).

O Estado vizinho Mato Grosso lidera com o déficit de 3.388 vagas, seguido de Santa Catarina (-367 vagas), Pará (66), Amapá (147), Sergipe (187) e Mato Grosso do Sul (362). A redução na geração de empregos está atrelada a crise no Estado provocada principalmente pela febre aftosa em outubro do ano passado.

O resultado de maio em Mato Grosso do Sul foi devido ao aumento de 7,68% nas demissões e redução de 12,86% nas contratações, já que no mês passado foram admitidos 14.132 trabalhadores e demitidas 13.770 pessoas. O índice de maio é o pior dos últimos cinco meses, quando em dezembro do ano passado registrou déficit de 4,1 mil vagas. O Centro-Oeste teve o pior resultado do País.

Em maio do ano passado Mato Grosso do Sul foi responsável pela criação de 2.467 empregos com carteira assinada e em abril deste ano foram criados 3,4 mil vagas de trabalho. No acumulado do ano o Estado gerou 12,6 mil vagas, com a admissão de 78 mil pessoas e demissão de 65,4 mil trabalhadores. Nos últimos 12 meses o resultado é de 5,5 mil novas vagas, com admissão de 163,4 mil pessoas e demissão de 157,8 pessoas.

Em todo o País, o número de empregos com carteira assinada totalizou 198.837 em maio, o acréscimo representa uma expansão de 0,75% em relação ao saldo total de empregos com carteira assinada no país.


Midiamax News

SIGA-NOS NO Google News