Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Domingo, 26 de Setembro de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

MS retoma geração de vagas; frigoríficos são reativados

Fernanda Mathias, Campo Grande News - 12 de fevereiro de 2009 - 08:31

Mato Grosso do Sul está entre os seis estados brasileiros que estão retomando a geração de empregos, segundo informou o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, nesta quarta-feira. Prova disso é que, de acordo com a SFA (Superintendência Federal de Agricultura), cinco frigoríficos que haviam suspendido atividades no Estado já retomaram os abates, recontratando 477 funcionários.

Essas unidades abatem 200 ovinos/dia e aproximadamente 1.100 bovinos/dia. “Infelizmente existem outros sete estabelecimentos com SIF (Serviço de Inspeção Federal) nos municípios de Aparecida do Taboado, Cassilândia, Iguatemi, Campo Grande, Nova Andradina, Porto Murtinho e Ribas do Rio Pardo com as atividades de abate suspensas por tempo indeterminado, que juntos representam uma diminuição no abate de 2.350 bovinos/dia e a extinção de aproximadamente 930 postos de trabalho”, informa o Ministério da Agricultura

Além das dificuldades com crédito, por conta da crise, os frigoríficos já vinham enfrentando antes problemas com a redução de oferta de gado, por isso muitos suspenderam as atividades.

A SFA cita dentre as unidades que retomaram os abates a Torlim Alimentos S/A, de Itaporã, considerado um importante pólo produtor de carne de alta qualidade. O frigorífico está habilitado a exportar aos Países da Lista Geral e vai incrementar as atividades de abate de bovinos, com o retorno programado para a próxima segunda-feira.

A empresa já está contratando pessoal, pois foram abertas mais 150 vagas, além das 138 vagas remanescentes. Inicialmente os abates acontecerão três vezes por semana (segunda, quarta e sexta).

Geração de empregos – O ministro Carlos Lupi adiantou que, em âmbito nacional, o saldo de empregos em janeiro foi negativo, após um mês de retração generalizada na oferta de vagas. Dentre os poucos estados que “provavelmente” fecharam janeiro com saldo positivo de empregos Lupi saltou Mato Grosso do Sul. Os outros são Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso, Goiás e Rio Grande do Sul.

Lupi disse que os setores siderúrgico, de extração mineral, de exportação de frutas e de couro e calçados são exemplos de áreas em que ainda não há indicativos de melhora. Por outro lado, há reação nos setores de construção civil, serviços e agricultura.

SIGA-NOS NO Google News