Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Domingo, 28 de Novembro de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Ministro rebate críticas de que BC é conservador

Agência Brasil - 18 de agosto de 2003 - 16:59

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, voltou hoje a sinalizar ao mercado que a política monetária não será alterada abruptamente. "Gradualismo não configura rigidez nem falta de flexibilidade", assinalou ele justificando a postura da instituição em relação aos ataques que classificam como conservadora a posição das autoridades monetárias.
Em discurso, feito na cerimonia de posse da Associação Nacional dos Bancos de Investimento (ANBID), ele destacou ainda que " a obtenção de consistentes superávits vai possibilitar uma forte diminuição da relação dívida/PIB, que deve chegar a menos de 40% no final da década. Em 2002, por exemplo, essa relação superou a marca de 60%. O perfil da dívida destá melhorando com o alongamento progressivo dos prazos de vencimentos. A parcela da dívida pública atrelada à variação cambial está sendo expressivamente reduzida". De acordo com Meirelles, esse processo permitirá que as necessidades de financiamento corrente do setor público pesem menos sobre a poupança privada. Ele afirmou que a manutenção e a consolidação do equilíbrio fiscal representarão, sem dúvida, um enorme impulso para o mercado de capitais. (Marli Moreira)

SIGA-NOS NO Google News