Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Domingo, 26 de Setembro de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Ministro abre Fórum de Turismo em MS

Lizoel Costa - 11 de junho de 2003 - 09:45

Com a presença do Ministro do Turismo, Walfrido Mares Guias, do Governador do Estado de Mato Grosso do Sul, José Orcírio Miranda dos Santos, do Secretário de Produção e Turismo José Antonio Felício e do Presidente da Fundação de Turismo de MS, Carlos Porto, será aberto na próxima quinta-feira, dia 12 de junho, às 14 horas, na Sala Manoel de Barros do Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo no Parque dos Poderes, em Campo Grande, o Fórum de Turismo de Mato Grosso do Sul. Organizado pela Fundação de Turismo do Estado e pelo Sebrae/MS, o evento vai contar também com a participação das principais empresas, associações e sindicatos ligados ao setor no estado e no país.
A instalação do Fórum será realizada pelo Ministro Walfrido. Em seguida, o goverdador José Orcírio fará a apresentação do Plano de Ação para o Turismo de MS. Segundo José de Carvalho Jr. Especialista em turismo da Fundação, o Fórum marca o início de uma série de ações da instituição no desenvolvimento do setor no Estado."Os participantes do Fórum vão atuar como interlocutores entre os estados e o governo, levantando as necessidades de cada região, propondo e encaminhando soluções", explica ele, lembrando que o evento vai ajudar a diversificar a oferta do produto.
Entre as propostas de ações que estarão sendo discutidas no Fórum, estão a de se criar um Lobby junto ao poder público, vereadores, deputados, senadores para a captação de recursos federais, organizar o calendário de eventos do Estado, estabelecer parcerias para a formação, capacitação e captação de eventos, além de parcerias com universidades para a viabilização de projetos novos e existentes. Telma Cunha, Gerente de Programas, Promoções e divulgações da Fundação, diz que outras questões como o Fomento ao Turismo interno na baixa temporada e a mobilização das entidades representantes do segmento turístico, dando continuidade à regulamentação da lei de atividade turística do MS, também terão prioridades nas discussões."Precisamos sensibilizar a comunidade no tocante à criação de Conselhos Municipais de Turismo, que possam trabalhar como um elo de ligação importante com o Fórum".
Para Arnaldo Leite, Gestor de Atendimento Local do Sebrae/MS e Secretário Executivo do Fórum de Turismo, o evento representa os anseios de organização social do setor, no contexto da nossa sociedade. "Trata-se de uma instância pluralista, onde tem acento representantes do Governo e as mais significativas instituições do Trade, com abrangência estadual, com o objetivo de promover discussões e propor soluções às questões relacionadas ao turismo sustentável de Mato Grosso do Sul", analisa ele, lembrando que está despontando nas lideranças do setor a consciência de que o turismo é um negócio coletivo, portanto as dificuldades comuns não serão resolvidas com esforços individualizados.
Para Carlos Porto, O Turismo Brasileiro vive seu melhor momento, a começar pela criação de um Ministério específico. "Um ministério ligado somente ao Turismo, é o primeiro de uma série de passos importantes que irão beneficiar a área no Brasil. O Ministro Walfrido Mares Guia anunciou no Fórum realizado em Brasília recentemente, que a meta é trazer nove milhões de turistas estrangeiros ao país em quatro anos, e com a realização do Fórum, o estado terá condições, a partir de discussões sobre o tema, traçar uma meta através de políticas públicas eficazes para o setor". adianta Porto
Porto explica que a atividade turística brasileira está associada a 52 segmentos, como indústria têxtil, construção civil, restaurantes e locadoras de automóveis, que refletem diretamente na economia. "Dados do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) mostram que, nos últimos sete anos, 27 milhões de turistas estrangeiros estiveram no Brasil, o que significa uma injeção de US$ 25 milhões na economia nacional, e nos últimos cinco anos, o turismo gerou 140 mil postos de trabalho diretos e 420 mil indiretos no País. Pelo potencial turístico que Mato Grosso do Sul possui, através de roteiros como o Pantanal e a Serra da Bodoquena, temos condições de, em pouco tempo, nos colocarmos entre as melhores opções para turistas do mundo todo", finaliza.





SIGA-NOS NO Google News