Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Segunda, 17 de Maio de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Ministério libera teto do cartão alimentação

Assessoria - 16 de junho de 2003 - 16:36

O teto inicial de 500 famílias beneficiárias por município que o Ministério de Segurança Alimentar e Combate à Fome (MESA) aplicava para o pagamento do Cartão Alimentação nos municípios foi ampliado. Em junho, os 93 municípios que recebem o benefício já terão o limite de famílias definido a partir dos dados de renda do Censo Demográfico de 2000 (IBGE).
A decisão do MESA se baseou no bom trabalho de identificação e seleção das famílias beneficiárias pelos Comitês Gestores Locais. O anúncio foi formalizado durante encontro realizado em Brasília (DF) nos dias 12 e 13 de junho. Nesse evento, além da participação do Ministro José Graziano da Silva e do Secretário do Programa Comunidade Solidária, José Giacomo Baccarin, participaram os interlocutores dos governos dos 10 Estados do semi-árido.
O objetivo do encontro foi aproximar as experiências de cada Estado durante a fase de capacitação e implantação dos Comitês Gestores e durante o pagamento do Cartão Alimentação. Também foi discutida a 3ª fase de expansão do programa - que deve atingir mais de 750 municípios -, a necessidade de formação de consórcios de desenvolvimento local e o relacionamento com os parceiros, como a Articulação do Semi-Árido, o Banco do Nordeste e a Companhia Nacional de Abastecimento.
Os interlocutores receberam suas senhas de acesso ao sistema de pagamento do Cartão Alimentação (www.saude.gov.br/fomezero) para que possam visualizar o andamento do Programa. O Ministério da Assistência Social (MAS), a Caixa Econômica Federal e o DataSUS, ligado ao Ministério da Saúde, explicaram o funcionamento do Cadastro Único e o sistema do Cartão Alimentação a partir desta base de dados. Os representantes dos ministérios solicitaram que os interlocutores sensibilizem as prefeituras para atualizar os dados do Cadastro Único e incluir novas famílias.

SIGA-NOS NO Google News