Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Terça, 30 de Novembro de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Ministério amplia distribuição de livros de literatura

Agência Brasil - 16 de agosto de 2003 - 05:55

O Programa Nacional Biblioteca na Escola (PNBE) vai distribuir até o final deste ano 8 milhões de coleções literárias de 24 editoras, para 7,5 milhões de alunos de 4º e 8º séries do ensino fundamental e formandos dos cursos de Educação de Jovens e Adultos, de mais de 126 mil escolas públicas. O orçamento para realização do programa é de R$ 44 milhões.
O anúncio foi feito hoje pela secretária Nacional de Educação Infantil e Fundamental do Ministério da Educação, Maria José Feres, e pelo presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Hermes de Paula.
A secretária explicou que “além do número expressivo de alunos e escolas atendidos, o PNBE se diferencia de outros programas de incentivo à leitura por dar os livros aos alunos”. As coleções, de uso e propriedade do estudante, são levadas para casa e compartilhadas com seus familiares, vizinhos e amigos.
De acordo com Maria José Feres, para os alunos da 4º série são dez coleções "Literatura em Minha Casa" em cinco gêneros diferentes - poesia, conto, novela brasileira, clássico universal e peça teatral.
Os estudantes da 8º série também receberão dez coleções em quatro gêneros - poesia, crônica e conto, romance e peça teatral. Já os alunos da Educação de Jovens e Adultos ganharão, cada um, seis livros - ensaio ou reportagem, crônica e conto, prosa ou verso, poesia, peça teatral e biografia ou relato de viagens - dispostas em quatro coleções Palavra da Gente.
A avaliação das obras foi feita por uma equipe de 200 pessoas, que centrou a escolha na qualidade literária e gráfica das coleções, coerência, articulação e representatividade dos autores. Fizeram parte da comissão representantes do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), da União Nacional de Dirigentes Municipais de Educação (Undime), do Programa Nacional de Incentivo à Leitura (Proler), do Ministério da Cultura, e especialistas em literatura, educação e leitura.
A secretária Nacional de Educação Infantil e Fundamental, Maria José Feres, informou que autores nacionais e estrangeiros estão presentes nas coleções, que pretendem ampliar a visão dos alunos e estimular o hábito da leitura dentro e fora da sala de aula.
“O Programa Literatura em Minha Casa e Palavra da Gente são programas em que os livros são para os alunos. Evidentemente que serão trabalhados na escola, mas o aluno leva o livro para casa e isso faz com que a família também possa usufruir o mesmo. Enfim, o programa vai criar o hábito de leitura não só da criança, mas na sua família, nos vizinhos e amigos”, frisou.(Lima Rodrigues)

SIGA-NOS NO Google News