Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Sábado, 18 de Setembro de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Manoel Afonso: "As verdades de Jarbas Vasconcelos"

Manoel Afonso - 17 de fevereiro de 2009 - 11:16

Onde foi que o senador pernambucano mentiu? Quem acompanha o cenário político nacional assina em baixo das declarações do corajoso Jarbas.
Ele foi claro que não pretende ser o candidato a vice de Serra e muito menos deixar o PMDB, desafiando inclusive o partido a convocar o Conselho de Ética. Os cardeais do partido ficaram de saia justa com sua postura. Michel Temer saiu pela tangente e Sarney fingiu que não leu e nem ouviu a saraivada de verdades. Apenas Pedro Simon reconheceu que o partido “está uma geléia”, mas que não tem para onde ir.
Ora bolas! Jarbas tem seus motivos: 19 dos senadores do partido respondem a processos ou são investigados. Entre eles os famosos Renan, Romero Jucá, Valdir Raupp e Mão Santa. Mesmo com 1.313 prefeituras e a maior bancada no Congresso, o partido não tem um nome de destaque para disputar a presidência em 2.010. O PMDB continua sendo uma confederação de lideranças regionais que influenciam nacionalmente, mas não ao ponto de unir o partido. O último que tentou foi Ulysses e como candidato à presidência foi um vexame.
Na verdade Jarbas não está fazendo jogo de terceiros porque tem biografia e maturidade. Para os espertos do PMDB ele atrapalha acertos e incomoda, ainda que temporariamente. Tanto é que também não perdoou a postura do Governo Lula. Digamos assim: agiu como um D. Quixote nordestino e provoca reflexão em parte do eleitorado brasileiro.
Sem pretender avançar pelas “peripécias” do PMDB, que no passado pregava transparência e ética na vida pública, não se pode deixar de fazer o registro da atitude do senador divulgada pela revista Veja do último final de semana.
O ideal mesmo é que cada partido tivesse seu Jarbas Vasconcelos para denunciar ou cobrar dos dirigentes o resgate de seus compromissos com a nação brasileira, deixando para trás seus interesses pessoais que envolvem nomeações, manipulações de licitações, contratações dirigidas e corrupção em geral.
Jarbas Vasconcelos, um brasileiro decente que resiste!

Manoel Afonso
Comentarista da TV.Record-MS
mcritica@terra.com.br

SIGA-NOS NO Google News