Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Sábado, 18 de Setembro de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Liminar suspende extradição de empresário de cantora

Irene Lôbo/Agência Brasil - 12 de setembro de 2003 - 10:49

O ex-empresário da cantora mexicana Glória Trevi permanece no Brasil. Sérgio Andrade voltaria para o México na manhã de hoje, mas 30 minutos antes de ir para o aeroporto de Brasília, de onde seguiria até São Paulo e depois para o México, uma liminar do Supremo Tribunal Federal (STF) assinada pelo ministro Marco Aurélio chegou à Superintendência da Polícia Federal suspendendo a extradição. As informações são da Assessoria de Comunicação da PF.

Sérgio Andrade deverá retornar para o presídio da Papuda, em Brasília, e esperar o julgamento do último pedido de habeas corpus ajuizado por seu advogado no STF no dia 5.

Ele foi preso pela primeira vez em janeiro de 2000 no Rio de Janeiro sob acusação de corrupção de menores, juntamente com a cantora Gloria Trevi e a corista Maria Raquenel Portilho. No mesmo ano os três foram transferidos para a carceragem da Polícia Federal em Brasília e, em setembro de 2001, para o presídio da Papuda. Gloria Trevi e o filho Angel Gabriel, concebido enquanto a cantora estava presa, foram extraditados em 21 de dezembro do ano passado. Maria Raquenel retornou ao México em maio.

Os advogados de defesa do ex-empresário de Glória Trevi alegam que todos os crimes pelos quais Andrade foi acusado já prescreveram e que portanto não haveria mais motivos para a sua extradição.

SIGA-NOS NO Google News