Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Quarta, 8 de Dezembro de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Incra ameaça cortar ponto de funcionários em greve

Humberto Marques / Campo Grande News - 08 de maio de 2006 - 16:30


Em nota divulgada pelo MDA (Ministério de Desenvolvimento Agrário) e pelo Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), o governo federal solicita a “compreensão” dos servidores do instituto, que iniciaram no dia 4 de maio uma greve que já mobiliza metade do funcionalismo do órgão. No documento, são ressaltadas algumas das medidas tomadas nos últimos três anos voltadas para a valorização dos servidores da autarquia, como a implementação do Plano de Carreira e criação de 4,5 mil novos cargos para o Incra, realização de concursos públicos e capacitação profissional.

Na nota, a direção do Incra ressalta, ainda, que a greve “prejudica a execução da reforma agrária, uma vez que suspende as ações de obtenção de terra e o cumprimento das metas de assentamento estabelecidas no II Plano Nacional de Reforma Agrária”, além de comprometer o prazo para nomeação de novos servidores.

Corte de ponto – A direção do instituto ameaça realizar o controle efetivo de freqüência dos funcionários que aderirem ao movimento, como forma de não prejudicar os trabalhos e garantir a abertura e fundamento da sede, superintendências regionais e das unidades avançadas. “Reiteramos nosso respeito para com os servidores, bem como nosso compromisso em continuar avançando no processo da reforma agrária, em todos os seus aspectos. Por fim, ressaltamos os prejuízos já mencionados que esta greve causa ao Incra e ao trabalho por ele desenvolvido” finalizou o documento.

Os trabalhadores de Mato Grosso do Sul ainda não deliberaram sobre a adesão à greve: nas duas tentativas de assembléia, não se atingiu quorum necessário para aprovar o indicativo. Uma nova reunião está marcada para a próxima sexta-feira (12 de maio).

SIGA-NOS NO Google News