Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Segunda, 6 de Dezembro de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Governo boliviano garante preço do gás ao Brasil

Maristela Brunetto / Campo Grande News - 02 de maio de 2006 - 15:24

O governo boliviano garantiu hoje ao Brasil que a venda e os preços do gás ao País mesmo com a nacionalização dos hidrocarbonetos, anunciada ontem. O presidente Evo Morales determinou ontem, via decreto, que as reservas de petróleo e gás ficarão sob responsabilidade de empresa estatal.

"Este governo, com este decreto [de nacionalização], garante o cumprimento total, absoluto e inegociável de nossos compromissos sobre o gás natural", disse hoje o vice-presidente da Bolívia, Alvaro García Linera, à radio boliviana Fides, conforme divulgou nesta tarde a Folhaonline. "Isso está garantido, ninguém vai tocar", disse Linera.

A Bolívia fornece quase 30 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia ao Brasil. A Argentina também terá o fornecimento assegurado, recebendo cerca de cinco milhões de metros cúbicos.

Linera, porém, disse que o país vai negociar novos preços. O jornal boliviano El Deber informou que o valor do produto deve ficar em torno de US$ 3,23 por milhão de BTUs (cada BTU equivale a 26,8 metros cúbicos de gás) para o Brasil e US$ 3,18 por milhão de BTUs para a Argentina. O preço deve aumentar em pelo menos dois dólares, conforme disse o vice-presidente, segundo o El Deber. A tarefa caberá à estatal YPFB (Yacimienos Petrolíferos Fiscales Bolivianos).

Mato Grosso do Sul recebe cerca de R$ 20 milhões/ mês em ICMS referente à entrada do gás no Brasil.

SIGA-NOS NO Google News