Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Sábado, 19 de Junho de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

FETEMS sinaliza para a greve e Secretário não concorda

07 de maio de 2003 - 15:09

A maioria dos profissionais em educação do interior do Mato Grosso do Sul também é favorável à greve – que pode ter início já nesta sexta-feira –segundo informa a presidente da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação do Mato Grosso do Sul), Mara Carrara.
De acordo com ela, 34 municípios decidiram pela paralisação e somente 3 foram contra (Rio Verde, Miranda e Caarapó), em assembléias realizadas nos municípios. “O movimento está ainda mais fortalecido, pois tem o apoio da base. Até os professores que não participavam das reuniões estão se manifestando favoráveis à paralisação”, afirmou ao Campo Grande News.
Mara considera “inaceitável” a proposta de 8% de reposição salarial oferecida pelo governo, tendo em vista que “o menor salário é destinado aos servidores da educação”, e informa que os trabalhadores estão dispostos a permanecer em greve até que o governo faça à categoria “uma proposta concreta”. Os profissionais reivindicam 35% de reajuste para professores e 49% para administrativos.
Nesta quinta-feira, profissionais em educação de todo o estado se reúnem em assembléia geral, na sede da Fetems, em Campo Grande, para avaliar o resultado das assembléias municipais.
O secretário de Estado de Educação de Mato Grosso do Sul, Hélio de Lima, afirmou hoje que o diálogo entre o governo e professores continua aberto até amanhã, mas se uma greve for deflagrada o processo de diálogo se encerra, durante entrevista concedida em Campo Grande, à Rádio Cidade. Disse ainda que se houver paralisação , a culpa será dos professores que poderão interromper a negociação.

SIGA-NOS NO Google News