Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Quinta, 2 de Dezembro de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Famasul quer combater a especulação de mercado

Assessoria de Comunicação - 20 de abril de 2006 - 16:10

A confirmação de atividade viral de febre aftosa em propriedade rural no município de Japorã, Sul de mato Grosso do Sul, volta a preocupar toda cadeia produtiva da carne. O setor produtivo, representado pela Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul), teme pela especulação do mercado, que nesta semana dava os primeiros passos rumo a recuperação de preços.

Para discutir o assunto a diretoria da (Famasul), passou toda manhã desta quinta-feira (20/04), reunida, contando também com a presença representantes de outras entidades, como o diretor da Associação do Criadores de Mato Grosso do Sul (Acrissul), Dácio Queiroz e o diretor do Sindicato Rural de Campo Grande, Carlos Dupas.

Baseados na Nota Técnica do MAPA (DAS N°17), os dirigentes afirmam que não há nenhuma medida restritiva adicional, o que significa que os estados importadores do gado sul mato-grossense não poderão adotar medidas de restrição. No texto da Nota Técnica diz: “Permanecem as restrições estabelecidas pela Instrução Normativa SDA n° 9 de em 15 de março de 2006”.

A Famasul apela aos dirigentes das organizações públicas e privadas que a decisão e a postura sejam convergentes, para não causar ainda mais transtornos. “O momento é de união de todos os elos da cadeia. Não adianta ficar procurando culpados. O problema tem que ser resolvido”, declara Silva Jr.

Hoje às 15 horas, no escritório central da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro), Ademar Júnior participa da coletiva juntamente com o diretor do órgão O escritório central fica na Avenida Senador Filinto Müller, 1146, no Bairro Universitário, em Campo Grande.

SIGA-NOS NO Google News