Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Sábado, 23 de Outubro de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Evento discute cadeias produtivas em MS

Graciliano Rocha - 28 de junho de 2003 - 09:42

Campo Grande (MS) - Integrar as ações do governo estadual e da União para dar respostas aos desafios impostos pela produção. Este é o principal objetivo de um evento que envolverá técnicos da Seplanct (Secretaria de Estado de Planejamento e de Ciência e Tecnologia) e do MCT (Ministério da Ciência e Tecnologia), que acontece a partir de segunda-feira (30), no auditório do Idaterra, em Campo Grande.
Os técnicos estarão trabalhando para elaborar uma agenda comum de trabalho entre o governo do Estado e o MCT com ênfase no Programa de Arranjos Produtivos Locais (APLs). O encontro vai até terça-feira (01) e também envolverá outras secretarias de Estado. Basicamente, o programa de APLs se destina a identificar os problemas e encontrar soluções que permitam a viabilização das cadeias produtivas que encontram potencial para se desenvolverem em Mato Grosso do Sul. Entre elas estão: couro, piscicultura, mandioca, leite.
O desenvolvimento das cadeias produtivas é um dos principais pontos da agenda de desenvolvimento do governo Zeca do PT. Além de incrementar a competitividade da economia sul-mato-grossense e abrir as portas para a geração de empregos, os arranjos produtivos locais são considerados estratégicos porque envolvem diretamente a geração de tecnologia reforçando as bases de um modelo de desenvolvimento sustentável. Na programação estão incluídas duas mesas redondas. A primeira com a temática “Ciência e Tecnologia para inclusão social” e a segunda “Política do MCT e suas agências no fomento ao desenvolvimento regional”. Além de mesas redondas, estão previstas ainda várias visitas técnicas (Centro Tecnológico do Couro, Porjeto Pacu).
O MCT enviará os seguintes representantes: Jocelino Francisco Menezes, secretário de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social, Leonardo Hamú, coordenador do Fundo do Agronegócio e Paulo Afonso Bracarense, diretor do Departamento de Arranjos Produtivos locais. Representando o CNPq virá o diretor de Programas Temáticos e Setoriais, Manoel Barral Neto e, para representar a FINEP, virá Carlos Ganem, superintendente de Articulação Institucional.Outras informações podem ser obtidas pelos telefones 318-4042 e 318-4029 ou pelo correio eletrônico assect@net.ms.gov.br.

SIGA-NOS NO Google News