Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Domingo, 21 de Abril de 2024
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Estudo aponta Fangio como melhor de todos os tempos; Senna fica atrás de Alonso

180 Graus - 15 de abril de 2016 - 18:30

A Universidade de Sheffield, na Inglaterra, realizou um estudo científico para estabelecer quem são os melhores pilotos da história do Fórmula 1 - e chegou a resultados bastante controversos. A pesquisa que busca minimizar o impacto das equipes e dos carros e valorizar o talento dos pilotos conclui que o melhor de todos foi o argentino Juan Manuel Fangio, pentacampeão na década de 50. Ayrton Senna foi o brasileiro melhor colocado, na quinta colocação, atrás de Fernando Alonso, terceiro. Nelson Piquet (7º) e Emerson Fittipaldi (8º) aparecem à frente de Michael Schumacher, maior campeão da F1, apenas o nono colocado.

A análise estatística foi conduzida pelo Dr. Andrew Bell, do Instituto de Metodologia Sheffield, e chegou à conclusão de que o carro tem peso seis vezes maior que o piloto (85% a 15%) na obtenção das vitórias. Por isso, foram analisados os resultados dos pilotos em diferentes equipes e como eles se saíram em relação a seus parceiros de equipe. Fangio, que conquistou cinco títulos (1951, 1954, 1955, 1956 e 1957) por quatro escuderias diferentes, levou vantagem sobre os concorrentes.

O argentino é seguido na classificação pelo francês Alain Prost e pelo espanhol Fernando Alonso. O tricampeão Ayrton Senna é o quinto colocado, atrás do britânico Jim Clark. Recordista de vitórias (91) e de títulos (7), Michael Schumacher é apenas o nono colocado, graças ao seu final de carreira decepcionante. O estudo revela que se não tivesse desistido da aposentadoria - retornou em 2010 e passou três temporadas na Mercedes - o alemão seria o terceiro melhor de todos os tempos. Entre os pilotos em atividade, além de Alonso, aparecem bem colocados o alemão Sebastian Vettel (10º) e o britânico Lewis Hamilton (11º).

Surpresas

Dentre os resultados mais curiosos (e contestáveis) do ranking elaborado pela Universidade de Sheffield destaca-se a presença de um brasileiro: Christian Fittipaldi. Sobrinho do tricampeão Emerson, ele disputou apenas três temporadas, pelas equipes Minardi e Footwork, e teve como melhor resultado um quarto lugar, mas terminou como o 12º melhor piloto de todos os tempos. Isso se deve, sobretudo, à superioridade de Christian em relação a seus parceiros de escuderia.

Por outro lado, o austríaco Niki Lauda, cultuado como um dos grandes de todos os tempos, não aparece na lista dos top 100. O autor do estudo tenta explicar. "Há alguns resultados surpreendentes. Por exemplo, o relativamente desconhecido Christian Fittipaldi está no top 20, enquanto o três vezes campeão Niki Lauda nem aparece no top 100. Se esses pilotos corressem por diferentes equipes, seus legados poderiam ter sido bem diferentes", diz Andrew Bell. O brasileiro Rubens Barrichello, duas vezes vice-campeão e recordista de provas disputadas, é o 39º da lista.

A pesquisa também apontou a Ferrari como a melhor equipe da história, seguida por Mercedes, Red Bull, Benetton, Lotus e Williams. A Red Bull usada por Vettel no Mundial de 2011 foi eleito o carro mais eficiente de todos os tempos - o que diminuiu o peso dos resultados do piloto alemão.

SIGA-NOS NO Google News