Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Quarta, 10 de Agosto de 2022
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Esporte: maneira de manter jovens longe das drogas

Agência Brasil/ Irene Lôbo - 25 de junho de 2006 - 15:59

O esporte é o principal instrumento para manter os jovens longe das drogas, afirmou hoje (25) o secretário Nacional Antidrogas, general Paulo Roberto Uchôa, durante a solenidade de premiação dos vencedores da 6ª Corrida pela Vida, realizada pela manhã no Eixão Norte da capital. A prova encerrou a 8ª Semana Nacional Antidrogas.

Mais de 3 mil atletas e cerca de 500 crianças participaram da corrida, vencida por Giomar Ferreira da Silva, que veio de Jacobina (BA) e recebeu cheque no valor de R$ 2 mil, além de troféu. As crianças ganharam um par de tênis. Segundo Giomar, "campeão não é aquele que vence, mas aquele que participa, que está na prova, não importa a colocação". O percurso para os adultos foi de dez quilômetros e para as crianças, de dois quilômetros.

Entre as mulheres, Maria Cristina Rodrigo, de São Caetano do Sul (SP), foi a vencedora e lembrou que "quando o jovem está determinado a vencer, a treinar, a ter um objetivo diferente, com certeza ele não escolhe o caminho das drogas".

Wendel Silva Soares, que chegou em primeiro lugar na categoria dos que usam cadeira de rodas, também destacou que "o jovem voltado para o esporte tem uma mentalidade completamente diferente". Deficiente desde a infância, por causa de uma poliomielite, aos 17 anos Wendel conheceu o Centro de Educação Física Especial (Cefet) e há quatro anos vence todas as corridas de rua no Distrito Federal. "O esporte nos abre várias portas, o esporte traz capacitação, e nada melhor do que tirar as pessoas da rua mostrando a opção de ser um atleta, de ser um campeão, de estar representando a sua cidade, o seu estado, o seu país", acrescentou.

Para o general Jorge Armando Félix, chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, o esporte é o mecanismo mais eficiente para afastar os jovens da "tentação" das drogas. Ele disse considerar "importante que as pessoas tenham coisas que dêem prazer na vida, e para terem prazer não é preciso recorrer a drogas: o prazer está em viver, viver bem, viver com saúde, e compartilhar alegrias com as outras pessoas".

SIGA-NOS NO Google News