Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Segunda, 18 de Outubro de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Endocrinologista orienta sobre alterações da tireoide

Hospital São Domingos - 27 de abril de 2020 - 11:00

Endocrinologista orienta sobre alterações da tireoide

A tireoide é uma glândula, em forma de borboleta, localizada na parte anterior do pescoço, que tem grande importância para o organismo de forma geral. Por isso, precisa de uma atenção especial de todos, desde os mais jovens ao idosos. Nesta data quando se lembra o Dia Internacional da Tireoide – 25 de Maio, a endocrinologista do Hospital São Domingos, Polyana Azevedo, esclarece sobre o que é essa glândula, as alterações que podem surgir, sintomas e tratamentos de problemas.

De acordo com Polyana Azevedo, a tireoide participa da função de vários órgãos importantes, como o coração, cérebro e ossos. Ela que produz os hormônios T3 (triiodotironina) e T4 (tiroxina), essenciais durante todas as fases da vida, desde a intrauterina até a idosa.

A médica informa que as principais alterações na tireoide são o hipotireoidismo, quando libera hormônio em quantidade insuficiente para o corpo, e o hipertireoidismo, que se caracteriza pelo excesso de hormônio. “Esse não funcionamento correto da tireoide é facilmente identificado pelo endocrinologista”, afirma.

Outro problema na tireoide são nódulos, que podem ser benignos ou malignos. Eles podem ser descobertos pela auto observação, pelo médico ou por exames complementares. Para identificar qualquer um desses distúrbios, é necessário consultar, pelo menos anualmente, um endocrinologista para a realização de exames que detectam as alterações na produção de hormônios ou nódulos.

“Mulheres que queiram engravidar devem consultar um endocrinologista para verificar se está tudo bem no funcionamento da tireoide para que o feto não tenha problemas com falta de hormônios”, orienta a médica.

Dra. Polyana Azevedo afirma que as pessoas que têm parentes próximos – pai, mãe ou irmão – com alterações na tireoide ou com câncer devem se consultar com o endocrinologista regularmente. “A hereditariedade é um dos fatores que aumenta os riscos de ocorrerem essas alterações ou o câncer, por isso, é bom estar em alerta”, completa.

Alguns sintomas indicam as alterações na tireoide. No caso do hipotireoidismo, os sinais são: intestino preso, dores musculares, cansaço excessivo, pele seca, queda de cabelo, ganho de peso, desaceleração dos batimentos cardíacos e outros. O hipertireoidismo tem como indicativos: queda de cabelo, aceleramento dos batimentos cardíacos, nervosismo, irritação, mãos trêmulas e sudoreicas, fraqueza nos músculos, perda de peso, alterações no período menstrual e outros.

Por se preocupar de forma geral com a saúde das pessoas, o Hospital São Domingos mantém profissionais qualificados em seu quadro de especialidades. Uma delas é a de Endocrinologia. Além de médicos especializados, o Hospital oferece toda a estrutura e equipamentos de alta tecnologia para exames laboratoriais e de imagem para o diagnóstico preciso das alterações da tireoide, além de especialistas no tratamento do câncer de tireoide. No que se refere a esse tema, o HSD está em fase de conclusão da sua ala de internação para tratamento do câncer de tireoide ou Iodoterapia.

COMO FAZER A AUTO OBSERVAÇÃO DA TIREOIDE

1. Segure o espelho e procure no pescoço a região logo abaixo do "pomo-de-adão" ou, como é popularmente conhecido, gogó. Ali está a sua glândula tireoide.

2. Incline o pescoço para trás, para que a região fique mais exposta.

3. Beba um pouco de água.

4. O ato de engolir fará com que a tireoide suba e desça. Não confunda a tireoide com o "pomo-de-adão".

5. Observe se existe algum caroço ou saliência. Se observar alguma alteração procure um endocrinologista. Ele é o profissional especializado sobre o assunto.

Fonte: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia

SIGA-NOS NO Google News