Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Domingo, 22 de Maio de 2022
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Ecologistas formam rede mundial de apoio ao Brasil

Agência Popular - 12 de agosto de 2003 - 14:18

Uma rede inédita de cientistas e ecologistas está em formação para cooperar com o desenvolvimento de projetos ecologicamente sustentáveis no país. O grupo, liderado pelo físico e teórico de sistemas Fritjof Capra, iniciou hoje, em Brasília, uma série de debates com representantes de diversos ministérios, ambientalistas e pesquisadores brasileiros.
"O Brasil é o único país que pode mudar o paradigma do planeta implementando políticas públicas voltadas para a sustentabilidade. Estamos aqui para cooperar com o governo Lula no desenvolvimento de projetos ecologicamente sustentáveis", disse Capra. Esta é a primeira vez que ecologistas de renome internacional formam, de maneira voluntária, uma rede internacional de cooperação para auxiliar na elaboração de políticas públicas para o desenvolvimento de um país.
Energias limpas e renováveis, Agroecologia, Educação para a sustentabilidade e Ecodesign foram os quatro temas escolhidos para a primeira edição dos Diálogos para um Brasil Sustentável, que se realiza até 6ª feira (15). O evento servirá como subsídio para a 1ª Conferência Nacional de Meio Ambiente, marcada para se realizar de 28 a 30 de novembro, também em Brasília.
Além do austríaco Fritjof Capra, fundador do Centro para Ecoalfabetização da Califórnia, participam dos Diálogos a física indiana Vandana Shiva, diretora da Fundação para a Ciência, Tecnologia e Ecologia, o professor de agroecologia e entomologia da Universidade da Califórnia, Miguel Altieri, o diretor da Fundação Zeri, Gunter Pauli, além do físico Amory Lovins e o engenheiro Joel Swisher, ambos do Instituto Rocky Mountain.
Também participam a educadora Zenobia Barlow, diretora-executiva do Centro de Ecoalfabetização, o professor Clóvis Miranda, da Universidade do Mato Grosso e da Ong Second Nature, de Boston, Miriam Dualibi, do Instituto Ecoar para a Cidadania, o economista Paul Singer, do Ministério do Trabalho, a professsora Eda Tassara, da USP, Célio Berman, do Ministério de Minas e Energia, Jean Marc Van der Weid, da Assessoria e Serviços a Projetos em Agricultura Alternativa, e Jean Pierre Leroy, do Programa Brasil Sustentável e Democrático.
(Ascom MMA)

SIGA-NOS NO Google News